• Santa Catarina fecha 2023 com 62,7 mil empregos formais criados

Santa Catarina fecha 2023 com 62,7 mil empregos formais criados

02 Fev, 2024 10:19:40 - Economia

Florianópolis (SC)

Santa Catarina fechou o ano de 2023 com a criação de 62,7 mil empregos formais. O saldo positivo foi construído principalmente pelos setores de serviços, responsável por 46,3 mil novas vagas. O comercio vem em seguida com a geração de 11,8 mil postos de trabalho. A indústria também teve destaque, com 3,8 mil carteiras assinadas.

Dentro dos números da indústria, o destaque foram os 6 mil empregos criados pelo ramo da construção. É o segundo ano consecutivo que a construção contribui positivamente para os números da indústria, acompanhando a melhora nos gastos familiares, como revela o Observatório da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc).

Para o secretário de Estado da Indústria, Comércio e Serviços, Silvio Dreveck, os números devem ser comemorados: “Mais uma vez, nosso estado se destaca positivamente em relação aos demais estados brasileiros, mesmo considerando que alguns contrataram em maior quantidade, como é o caso de São Paulo, que possui uma população maior. Isso evidencia a capacidade dos trabalhadores, das empresas e o espírito empreendedor catarinense, bem como o apoio das políticas públicas do Governo Estadual, liderado pelo governador Jorginho Mello. Este apoio é fundamental para promover a inclusão social por meio do trabalho formal”, disse Dreveck.

Na lista das Unidades da Federação que mais geraram empregos formais no ano, Santa Catarina ocupa a 6º posição, atrás dos estados mais populosos de São Paulo (+390.719), Rio de Janeiro (+160.570), Minas Gerais(+140.836), Paraná (+87.599) e Bahia (+71.922). Em termos relativos, a expansão do emprego formal em SC foi de 2,67% em 2023, abaixo da média nacional (3,49%), mas acima da região Sul (2,49%).

Os serviços foram o grupamento com o maior saldo, com 46.339 empregos criados em 2023. Dentre os subsetores, chama atenção o aumento do ramo de Informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas, com 20.106 novos empregos (ou seja, 1 de cada 3 empregos novos em SC foram nesse ramo).

No acumulado de 2023, Joinville (+9.428), Itajaí (+6.262) e Florianópolis (+3.679) lideraram a geração de empregos em SC. Negativamente, 86 municípios diminuíram o estoque de trabalhadores em 2023, sendo os piores resultados verificados em Rio do Sul (-376), São João Batista (-770) e São Bento do Sul (-1.075).

Consumo em alta

A estabilização dos preços dos alimentos e o aquecimento do consumo das famílias contribuíram para a geração de 3,5 mil vagas no setor alimentício, dos quais 2 mil novos empregos foram gerados no abate e processamento de carnes. Ainda refletindo o aumento dos gastos das famílias, o ramo das indústrias de produtos químicos e plásticos, que geraram 2,8 mil empregos.

Para a economista Mariana Guedes, do Observatório da Fiesc, a redução nos custos de materiais de construção, especialmente instalações hidráulicas e elétricas, acabou refletindo em outras atividades, como a fabricação de condutores elétricos e tubos e acessórios de materiais plásticos. As vagas criadas pelos ramos de equipamentos elétricos, por exemplo, somaram 1,3 mil em 2023.

SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

Cooperaliança
coopercocal