• Apae de Içara (SC) se apresenta pela primeira vez no Festival de Teatro Revirado

Apae de Içara (SC) se apresenta pela primeira vez no Festival de Teatro Revirado

21 Mai, 2024 17:23:19 - Variedades

Criciúma (SC)

A  5ª edição do Festival Nacional de Teatro Revirado abre espaço pela primeira vez para apresentação do grupo teatral da Escola Especial Sonho Dourado de Içara (SC). A peça teatral "Clown e Down: O espetáculo da bailarina” estará no palco do Teatro Elias Angeloni , em Criciúma (SC), no dia 28 de maio, às 20h.  A peça  trabalha com uma das vertentes do teatro: a palhaçaria, que consiste na “Arte dos palhaços”, e que envolve muitas brincadeiras e risadas. A montagem conta com oito participantes e é protagonizada por pessoas com síndrome de Downs. Além disso, é original da escola escrita e planejada a partir do que cada aluno-palhaço tinha a oferecer de melhor.

O Festival será realizado de 27 de maio a 1º de junho e de forma pioneira serão  seis  apresentações realizadas no teatro diariamente nos períodos matutino, vespertino e noturno. O grande diferencial das outras edições é a programação da noite que deixa de ser itinerante e traz para o público apresentações teatrais todas as noites de segunda a sexta, 27 a 31 de maio, às 20 horas, com entrada franca.

A abertura, dia 27, será com a peça Amor Negro Amor, do Coletivo Ação Zumbi, de Florianópolis às 19h30 com classificação de 12 anos. Este será o único espetáculo com mais tempo de duração, uma hora e quarenta minutos, e por isso inicia às 19h30. As demais terão em média 40 minutos. Os ingressos para as pessoas assistirem as peças da noite da mostra  estão disponíveis para reserva gratuita neste link ou 30 minutos antes no teatro. A reserva para as escolas levarem os estudantes para as apresentações de dia no teatro já foram encerradas.

Além de Criciúma, mais quatro cidades da região: Orleans, Içara, Cocal do Sul e Forquilhinha recebem  espetáculos. O evento é promovido pelo Grupo de Teatro Revirado e, nesta edição, terá a participação de 14 grupos de teatro das regiões sul, sudeste e nordeste do Brasil e também da Argentina. Serão 27 apresentações gratuitas para diversos públicos. Para promover a acessibilidade, um tradutor de Língua Brasileira de Sinais (Libras) integra os espetáculos.

As apresentações serão realizadas em parques, praças, centros culturais e teatros das cidades. A extensa programação pretende levar muito teatro e cultura ao público às pessoas dos municípios, sendo um dos eventos artísticos mais importantes do calendário cultural do sul de Santa Catarina. Promovido a cada dois anos, a primeira edição foi realizada em 2017 em comemoração aos 20 anos de trajetória do Grupo de Teatro Revirado. 

Para Reveraldo Joaquim, idealizador do Grupo de Teatro Revirado, o espaço do Teatro Elias Angeloni traz mais segurança para os atores, músicos, produtores e toda técnica, bem como para o público em geral em relação às mudanças do tempo. “Nos outros anos, o Festival acontecia principalmente em espaços alternativos, como caminhões-palco e estruturas montadas em praças  e muitas vezes éramos surpreendidos pelas alterações do tempo.  Desta vez,  conseguimos  trazer espetáculos que se encaixam em uma estrutura mais convencional de teatro, com iluminação e sonorização de alta qualidade e, segurança e conforto ao público evitando riscos de cancelamento de espetáculos”, explica Reveraldo. Por ser um Festival itinerante, durante o dia, as peças serão apresentadas para a rede pública de ensino e em espaços alternativos como pátios de escola e quadras cobertas. “A ideia do projeto é descentralizar a difusão teatral, levando cultura e diversão a outros públicos”, comenta o organizador Reveraldo Joaquim.

Foram 429 peças inscritas do Brasil e Argentina. Para este ano, entre artistas e produção local, o Festival conta com aproximadamente 150 pessoas envolvidas diretamente, movimentando e aquecendo a economia local. A 5ª edição do Festival Nacional de Teatro Revirado é realizada em parceria com o Ministério da Cultura.

ASSESSORIA DE IMPRENSA

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

Cooperaliança
coopercocal