• Urussanga é o primeiro da Região Carbonjífera em geração de emprego

Urussanga é o primeiro da Região Carbonjífera em geração de emprego

02 Jul, 2020 19:05:49 - Economia

Urussanga (SC)

O Município de Urussanga segue em evidência entre os 27 integrantes da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (AMREC) e da Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense (AMESC). Desta vez o destaque vem com o saldo positivo quanto à geração de emprego mesmo diante da pandemia gerada pela COVID-19, deixando a capital catarinense do bom vinho em primeiro lugar.

Dados apresentados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) apontam que enquanto Urussanga obteve saldo positivo de 18 novos empregos no mês de maio e a AMREC o resultado de 1.380 negativos. Já no acumulado do ano, o Município também está no topo com a geração de 118 empregos, enquanto na AMREC os dados são de menos 2.269 vagas. O mesmo acontece com a AMESC, menos 687 vagas em maio e menos 877 postos de emprego no acumulado do ano.

De acordo com o prefeito de Urussanga, Luis Gustavo Cancelier, diversos fatores contribuem para este importante resultado. “A isenção de impostos para os micro empreendedores individuais, alvará mais em conta, ou seja, adequação de lei deixou os alvarás com valores mais baixos sem aumentar outros impostos, a realização do planejamento estratégico para os próximos 20 anos. Isso e muitas outras ações efetivas fazem com que Urussanga alcance este resultado”, destaca o chefe de executivo urussanguense.

Ainda de acordo com o prefeito estes números vão crescer ainda mais, “pois a área industrial foi construída e as empresas estão se instalando, o que fará com que os números de vagas de emprego cresçam. Sem contar que a Ceusa/Duratex vai duplicar sua produção levando a acreditar em mais contratações”, avalia Cancellier acrescentando: “quero agradecer ao nosso povo empreendedor, pois o trabalho de todos dá resultados”.

Empregos formais

Entre janeiro de 2014 e dezembro de 2016 Urussanga teve recessão de empregos com menos 701 vagas. A partir de outubro de 2017 o Município iniciou uma clara recuperação de postos de trabalho. E até dezembro de 2019 atingiu um saldo positivo de 392 novas vagas. Somados aos números deste ano, 118 empregos de janeiro a maio, Urussanga totaliza 510 empregos formais diretos, “ou seja, saímos de um saldo negativo de 701 para 510 novos empregos”, concluiu o prefeito de Urussanga.

Outros fatores contribuintes para este resultado:

- Ações de infraestrutura como, por exemplo, a pavimentação Rancho dos Bugres que permitiu a instalação de uma pizzaria no bairro.
- Zero aumento real de impostos;
- Revisão do Plano diretor que permite a geração de mais desenvolvimento econômico na cidade;
- Incentivos agrícolas como o valor das horas máquinas;
- Equilíbrio Fiscal da prefeitura, o que permite maiores em investimentos no Município:
- Redução de 50% no ISS;
- Não houve reajuste de tarifas, como da água.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

Cooperaliança