• Universidades comunitárias se unem em prol do Artigo 170 em Audiência Pública na Alesc

Universidades comunitárias se unem em prol do Artigo 170 em Audiência Pública na Alesc

27 Nov, 2018 16:16:48 - Geral

Criciúma (SC)

A luta pela manutenção e ampliação dos investimentos do Governo do Estado para o Artigo 170 para as universidades comunitárias teve mais um capítulo nesta segunda-feira (26/11). Isso porque membros de Diretórios Centrais de Acadêmicos de dez universidades estiveram na Alesc (Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina) para uma Audiência Pública para debate sobre a PEC 0005.3/2017, proposta em tramitação que pretende mudar o modelo de repasse até 2021, dividindo os recursos em 50% para acadêmicos das universidades comunitárias e 50% dos estudantes das faculdades privadas.

O DCE da Unesc esteve em grande número na Audiência e foi representado oficialmente pela vice-presidente, a estudante de Psicologia Suzel Ramos, que teve a oportunidade de usar a bancada para defender o ponto de vista da Universidade. O evento, realizado no Auditório Deputada Antonieta de Barros, contou com o posicionamento de cada um dos Diretórios presentes, sendo nove de universidades comunitários e um de privada, além de uma explanação completa sobre a origem do Artigo 170.

Conforme Suzel, as falas se voltaram à defesa das universidades comunitárias, assim como à permanência estudantil. “Destacamos a necessidade de se manter, cumprir e ampliar esses recursos repassadas as comunitárias e a possibilidade de abertura de outra discussão para ampliação do investimento em educação de forma geral para que beneficiasse também as universidades privadas, mas salientando que a divisão dos recursos do Artigo 170 não é correta porque o recurso é público”, comentou.

Na votação realizada mediante a pergunta de quem concorda com PEC 0005.3/2017, de acordo com Suzel, a maioria se posicionou contra a proposta. “Consideramos esse resultado muito positivo. Acredito que o movimento estudantil esteja sendo muito responsável por essa defesa. A luta unificada foi muito válida para todos”, completou.

As atenções agora se voltam à mobilização para que a PEC não seja enviada para votação ainda em 2018, o que resultaria no arquivamento da proposta. “A ideia é que se encerre essa discussão. Mas a luta continua para alcançarmos a porcentagem total de repasse e para que no próximo ano o assunto não seja retomado”, salientou Suzel.

TEXTO/ ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 
FOTO/ DIVULGAÇÃO

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

GIASSI