• Sobre bebês nascidos em casa, hospital reconhece versão dos médicos

Sobre bebês nascidos em casa, hospital reconhece versão dos médicos

08 Mai, 2018 09:34:14 - Saúde

Içara (SC)

A direção do hospital São Donato reconheceu a versão dos médicos que liberaram as gestantes cujos partos ocorreram em casa e encerrou o assunto. Segundo os profissionais, foi seguido o protocolo do Ministério da Saúde não incorrendo em nenhum mal atendimento ou erro nos dois casos registrados na semana passada (links abaixo). A manifestação foi feita em entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira, dia 7, na sala da direção do hospital.

Estavam presentes o diretor do hospital Júlio De Luca, o presidente Zinho Casagrande e a enfermeira obstétrica Edilene da Silva Ghedin. Contudo, notou-se a ausência do diretor clínico da instituição que, a rigor, tem a última palavra técnica sobre os procedimentos dos médicos. Edilene relatou que nos dois casos quando o hospital foi procurado não havia ainda a condição clínica para o parto, contrariando o relato de familiares das pacientes, em especial do primeiro caso, conforme reportagens abaixo.

O portal questionou sobre por que não deixaram as pacientes em observação já que estavam iniciando ou já estavam em trabalho de parto. “Nós temos um protocolo a seguir. Hoje, a própria lei leva para isso. Que é a interferência mínima do profissional no processo de parto. O entendimento é que tenha que ser natural em um ambiente familiar, com a interferência mínima do médico”, explicou Edilene. “As vezes é comum que o profissional orientar a paciente a ficar deambulando (caminhando) para ajudar, mas deixar a paciente dentro do hospital aguardando não é o que diz o protocolo”, completou. Vale lembrar que em ambos os casos, as pacientes foram orientadas a irem para casa.

“Mas eu, como cidadão, vejo que o hospital nesse sentido poderia ter acolhido a paciente na segunda vez que procurou, mediante a situação que o hospital tem 24 horas. Temos profissional a disposição da comunidade”, disse De Luca, relatando que essa manifestação dele é de um cidadão comum e não do diretor de hospital e se referindo ao primeiro caso. “Eu acho que foi um acidente de percurso”, reconheceu e completou.

Ele relatou que houve conversas com os médicos dos dois casos, mas negou que tenha sido feita qualquer tipo de advertência. “Como punição não haverá nenhuma movimentação do hospital. Se é isso que queres saber será zero. Punição zero”, finalizou. O hospital São Donato fez 1.364 partos em 2017. 69% destes partos foram normais e 97% feitos pelo Sistema único de Saúde (SUS).

TEXTO/ OIÇARA
FOTO/ DIVULGAÇÃO

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

Cooperaliança