• Sistema Jucesc Digital foi lançado terça-feira

Sistema Jucesc Digital foi lançado terça-feira

11 Out, 2017 14:08:48 - Santa Catarina

Florianópolis (SC)

A Junta Comercial de Santa Catarina (Jucesc) já tem um nível de excelência se comparada às de outros estados e a partir de hoje vai consolidar ainda mais esse status. Na parte da tarde, em ato na sede da autarquia, em Florianópolis, será lançado o programa Jucesc Digital, pioneiro no Brasil e que entra efetivamente no ar na próxima segunda-feira (16), no site www.jucesc.sc.gov.br. O governador Raimundo Colombo e o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), Carlos Chiodini, vão participar do lançamento.

O presidente da Jucesc, Julio Cesar Marcellino Jr., explicou que o sistema foi desenvolvido ao longo do último ano e vai substituir o modelo atual, composto por sete etapas, que exige a presença do empresário ou contabilista em um dos 57 escritórios regionais da Junta no estado, além de documentos em meio físico. Mesmo sendo um processo detalhado, a Jucesc já consegue realizar a abertura de uma empresa de baixa complexidade, por exemplo, em no máximo três horas. Para se ter uma ideia, o Sebrae estima em 100 a 120 dias o prazo de todo o passo a passo para a instalação de uma nova empresa.

“Somos nota A no ranking da Receita Federal que avalia as juntas comerciais do país”, destacou Marcellino, que está na presidência do órgão há um ano. Ele contou que o governador lançou o desafio de melhorar ainda mais os indicadores da Junta catarinense, de forma a servir de exemplo para todos os demais órgãos estaduais envolvidos na abertura de uma empresa. “Estamos na era digital, a tecnologia está disponível, já há inteligência artificial em smartphones. Precisávamos aplicar isso para facilitar a vida dos empresários e seus contadores.”

Além de garantir mais segurança contra fraudes e evitar o extravio de documentos, o Jucesc Digital vai dispensar o deslocamento até um escritório da Junta. Bastará um computador com acesso à internet e o certificado digital, que vai substituir a assinatura em papel com possibilidade de verificação de autenticidade e tem validade de três anos, com custo entre R$ 200,00 a R$ 400,00. “Os processos, que hoje são recebidos em bandejas e passam de mãoem mão aqui dentro, serão enviados pela internet em um modelo que não vai levar mais de uma hora para empresas de baixa complexidade.”

Durante pelo menos o primeiro ano, serão mantidos os dois sistemas de atendimento, digital e presencial. Gradualmente, haverá a substituição total, o que permitirá a redução o número de terceirizados que atuam na Junta. A economia gerada com essa medida garantirá recursos para as atualizações do programa. Depois de um ganho de escala, será possível a redução do custo dos procedimentos. “Por orientação do governador Colombo, não elevamos nossas taxas, diferentemente de outros estados. A meta agora é trabalhar para reduzir o custo. Já somos o segundo estado mais competitivo do país e esse resultado vai nos ajudar a evoluir ainda mais nesse caminho”, projetou Marcellino. “Não estamos dando um passo à frente. Estamos dando um grande salto.”

TEXTO/ ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO
FOTO/ DIVULGAÇÃO

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

JInews