• Sinquisul premia melhores trabalhos acadêmicos

    Premiação envolve sete entidades de ensino de Criciúma e região, que fazem as seleções durante o ano letivo

Sinquisul premia melhores trabalhos acadêmicos

12 Abr, 2018 10:21:30 - Educação

Criciúma (SC)

O Sindicato das Indústrias Químicas da Região Sul de Santa Catarina premiou na noite desta quarta-feira os melhores trabalhos acadêmicos das disciplinas voltados ao setor químico. O evento contou com a presença do presidente da Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim) João Figueiredo, que palestrou para os empresários e estudantes sobre o futuro promissor do setor. Foram 12 trabalhos premiados com certificado e troféu.

O presidente do Sinquisul, Edilson Zanatta explica que a ideia da instituição de Prêmio Sinquisul para os trabalhos acadêmicos surgiu durante a organização do Segundo Fórum Químico Sul Catarinense realizado em Criciúma em parceria com os coordenadores dos cursos de formação química de todas as instituições da região. “Cada instituição elege os melhores trabalhos através de critérios interno”, completa o presidente do Sinquisul.

Zanatta ponta que o principal objetivo do prêmio é o reconhecimento da indústria, da importância da pesquisa, desenvolvimento e busca contínua por inovação. “Queremos aproximar a escola das empresas”, destaca. Ele elogiou todos os trabalhos premiados e enfatizou a importância das instituições de ensino para a formação dos futuros profissionais do setor. “Queremos ter cada vez mais as instituições de ensino integradas às empresas. Queremos promover e valorizar estas pessoas que se debruça, em cima dos livros para construir um mundo mais agradável, produtivo e humano”.

O presidente aponta que o Sinquisul tem como missão de estreitar, cada vez mais, a realidade das indústrias com o que é ensinado e exercitados nas escolas e universidades. “Estamos certos que este prêmio irá contribuir como passo importante para a aproximação e que é o reconhecimento da indústria ao trabalho do aluno, do coordenador, professor e da escola”, conclui.


Trabalhos premiados

Colégio Maximiliano Gaidzinski (CMG)

1 – Influência da cariação do resíduo de moagem para a liberação de fritas cerâmicas.

Aluna: Jéssica Lunardi

Orientadores: Diego Guollo e Pâmela Milak

2 – Estudo da redução da densidade de concreto

Alunos: André Luiz Lima, Ana Carolina Zonta, Isaura Morona Zaccaron e Juliana de Oliveira Menegon

Orientadora: Pamêla Milak

Cedup – Abílio Paulo

1 – Tratamento de efluentes industriais e produção de detergentes

Aluno: Ronaldo Bianchini da Silveira

Orientadora: Liliana Bertollo Pinheiro

2 – Processos de fundição

Aluno: Daniel Pizzetti Cipriano

Orientadora: Liliana Bertollo Pinheiro

Faculdade SATC

1 – Trabalho de Conclusão do Curso (TCC) – Estudo da influência da granulometria e da carga mineral em resina epóxi utilizada em sistema físico de fachada ventilada

Aluno: Andreza Nunes Bittencourt

Orientadora: Aline Resmine Melo  

2 – Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) – Estudo da eficácia dos efeitos fotocatalíticos do filme de TiO2 aplicado em cerâmica de revestimento.

Aluno: Gustavo Mendes Vieira

Orientadora: Morgana Nuernberg Sartor Faraco

SENAI

1 – Desenvolvimento de procedimentos técnicos de controle de qualidade aplicados à indústria cerâmica

Alunos: André Cordeiro, Bruno de Campos, Cleber da Silveira e Diógenes Maldaner

Orientadora: Cleusa Crepaldi

2 – Adaptação do laboratório cerâmico a NR 12: levantamento de riscos e propostas de melhoria.

Alunos: Açexandre Ghedin, Evandro Niquelle, Gregory de Luca e Jhonatan Gonçalves

Orientador: Cleusa Crepaldi

Unesc

1 – Utilização de rejeito de mineração (pirita) em processos Fenton e Adsortivo para a remoção de cor.

Aluna: Janaina dos Santos Tasca

Orientadora: Maria Alice Prado Cechinel

2 – Estudo preliminar de viabilidade para implantação de uma central de produção de biogás a partir de dejetos suínos para fins energéticos

Aluno: Luize Leites de Mattia

Orientador: José Alfredo Dallarmi da Costa

Unisul

1 – Análise da viabilidade técnico-econômica para a instalação de uma indústria produtora de pigmentos inorgânicos.

Alunos: Bárbara Furlan Hübbe, Bianca Botelho Rousseng, Rogério de Souza Júnior, Thalita Martins Goulart e Davi Martins Espezim

Orientador: Diogo Quirino Buss

2 – Aproveitamento e caracterização de resíduos de cerâmica vermelha como insumo na produção de cimento Portland pozolânico

Aluno: Érica Machado Cardoso

Orientador: Jucilene Feltrin

TEXTO/ASSESSORIA DE IMPRENSA
FOTO/DIVULGAÇÃO

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

EXPRESSO COLETIVO ICARENSE
CDL