Santa Catarina registra aumento de casos de gripe por Influenza

05 Mai, 2017 14:22:43 - Santa Catarina

Florianópolis (SC)

O número de casos de gripe pelo vírus Influenza em Santa Catarina vem aumentando nas últimas semanas. De janeiro a 29 de abril foram confirmados 34 casos e cinco óbitos, de acordo com o Informe Epidemiológico n0 6/2017- Vigilância da Influenza, divulgado na quinta-feira, 4, pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE) da Secretaria de Estado da Saúde (SES). Desses, 20 foram confirmados no mês de abril.

 “Com a chegada do frio deveremos registrar um aumento ainda maior na circulação do vírus Influenza e, consequentemente, do número de casos de gripe nos próximos meses”, alerta Vanessa Vieira da Silva, gerente de Imunização da DIVE.

A baixa adesão inicial à 19ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza também preocupa. A 20 dias do encerramento, apenas 38,77% do total de 1,85 milhão de pessoas da população alvo foram vacinadas na rede pública de saúde de Santa Catarina, ou seja, 719.324 pessoas. “Considerando que a vacina leva em torno de 15 dias para conferir imunidade, as pessoas precisam se adiantar para estarem preparadas para o período de maior circulação dos vírus influenza”, observa Vanessa.

Dentre as pessoas que já se vacinaram, 384.108 eram idosos, 167.276 portadores de comorbidades ou condições clínicas especiais, 85.486 crianças até cinco anos, 32.641 trabalhadores de saúde, 19.875 gestantes, 4.995 puérperas (até 45 dias após o parto), 20.192 professores, 2.016 indígenas, 2.275 população privada de liberdade e 460 funcionários do sistema prisional. A Campanha segue até o dia 26 de Maio, sendo 13 de Maio o Dia D, quando as unidades de saúde estarão abertas das 8h às 17h para vacinação contra a gripe.

Perfil Epidemiológico

Do início de Janeiro a 29 de Abril de 2017 foram confirmados 285 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave em Santa Catarina. Destes, 34 (11,9%) foram confirmados para Influenza, sendo um (2,9%) pelo vírus Influenza A(H1N1)pdm09, 30 (88,2%) pelo vírus A(H3N2), um (2,9%) aguardando subtipagem para identificação do tipo de vírus influenza A e doi (5,9%) pelo vírus influenza B.

Dos casos confirmados, 27 apresentavam algum fator de risco associado. A maioria era de idosos (10 casos), seguido por pessoas entre 50 e 59 anos (oito casos). Do total, 21 evoluíram para a cura, oito ainda estão aguardando a evolução e cinco foram a óbito. No mesmo período do ano passado, Santa Catarina havia registrado 49 óbitos por influenza.

TEXTO/ ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

JInews