Redução dos gastos da máquina pública é uma exigência da sociedade, diz Pedro

08 Jun, 2018 09:33:15 - Brasil

Brasília (DF)

O deputado Pedro Cunha Lima (PB) defende prioridade na redução de gastos públicos, começando pela própria Câmara dos Deputados. Autor de projetos e indicações que diminuem o custo da máquina pública, o jovem parlamentar do PSDB considera que, assim como a população se sacrifica, sendo obrigada a se adequar ao momento de crise vivido pelo país, os políticos também devem cortar na própria carne.

A HORA É AGORA

O parlamentar afirma ainda que o momento de tomar essa decisão é agora, sem postergar as decisões para depois das eleições. Para ele, é preciso assumir que ninguém aguenta mais e apresentar essa reforma administrativa, com previsão de corte de gastos não somente no Legislativo, mas também nos demais poderes e órgãos da administração pública.

“A população passando por sacrifícios e a gente vivendo nesse conto de fadas, com o orçamento da máquina pública só aumentando, repassando para os cidadãos por meio de impostos”, criticou nesta quarta-feira (6). Ele avalia que as pessoas cansaram de ser exploradas e querem mudanças rápidas.

“A gente precisa cortar na própria carne, então pra mim é uma obrigação, é uma questão de decência, é uma questão de respeito, é urgente se acordar pra isso”, reiterou. Para ele, a adoção desse gesto é um desejo da sociedade. Ele ressaltou, ainda, a decisão do PSDB de adotar a mesma bandeira e entender que os deputados precisam cumprir a parte que lhes cabe.

Segundo Pedro Cunha Lima é possível fazer um corte de 20% no custo da Casa Legislativa, mantendo toda a estrutura de funcionamento. Ele cobra, por exemplo, cortes em cargos comissionados que considera serem usados apenas como “estrutura de poder”. Para o jovem parlamentar, é uma questão de acordar, entender que chegou ao limite e assumir a urgência de fazer essa reforma de privilégios, pois “ninguém aguenta mais” a atual situação.

Para alcançar este objetivo, ele já propôs a revisão do auxílio-moradia concedido aos servidores do Poder Executivo, Conselho Nacional de Justiça, Conselho Nacional do Ministério Público e Câmara dos Deputados. Também defende a redução do valor da verba destinada aos gabinetes parlamentares e alteração no limite de servidores remunerados lotados em cada gabinete. Em outra proposição, quer o enxugamento da máquina pública por meio da redução do número de cargos em comissão e funções de confiança na administração pública federal direta e indireta.

Outro projeto de lei de sua autoria (PL 3108/2015), já aprovado na Câmara, limita o uso de carros oficiais à Presidência e Vice-presidência da República, Presidência do Senado Federal, Presidência da Câmara dos Deputados, Presidência do Supremo Tribunal Federal, Ministros de Estado, Comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica e Chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, desde que para representação oficial. Os demais carros oficiais deverão ser destinados às áreas de segurança pública, saúde e educação.

TEXTO/ ASSESSORIA DE IMPRENSA

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

JInews