• OIçara revela a verdade sobre os índices da economia de Içara

    O município é um dos que mais está apanhando para retomar o crescimento na região carbonífera, passada a recessão que afetou todos os municípios municípios brasileiros, especialmente em 2015 e 2016

OIçara revela a verdade sobre os índices da economia de Içara

11 Jun, 2018 15:44:36 - Economia

Içara (SC)

O Governo Municipal de Içara tem divulgado amplamente que a cidade é a que mais cresce na região. Isto posto, OIçara foi atrás para verificar a procedência desta informação e identificou na verdade algo muito diferente. O município de Içara é um dos que mais está apanhando para retomar o crescimento na região carbonífera, passada a recessão que afetou todos os municípios brasileiros, especialmente em 2015 e 2016. A cidade tem índices de geração de empregos inferiores a de cidades muito menores durante os anos da atual gestão iniciada em 2013.

Entre as 12 cidades da microrregião, apenas oito tiveram saldo positivo na geração de novos empregos e entre as oito, Içara surge na sétima posição com apenas novas 37 vagas entre janeiro e abril deste ano conforme quadro ao lado. A capital do mel fica atrás de cidades como Cocal do Sul, Nova Veneza e Morro da Fumaça que não chegam nem a metade de seu tamanho, entre outras. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).


No ano passado, quando abriu Fort Atacadista, a cidade chegou a liderar este mesmo ranking com novas 448 vagas, superando de raspão o município de Nova Veneza. Aliás, desde 2013 quando iniciou a atual gestão, este foi o único ano que Içara liderou este ranking com a vinda do atacado, dado que foi amplamente divulgado nos meios de comunicação pelo Governo Municipal, conforme reportagem extraída do site da prefeitura, ao lado. Na matéria aparece o número de 541 vagas, porém, o Governo não contabilizou dezembro que viria depois, quando houve uma queda de quase 100 vagas, fechando nos 448.


O que o governo não publicou e OIçara revela hoje é que nos dois piores anos da recessão (2015 e 2016), Içara teve o segundo pior desempenho em toda região, ou seja, ficou na penúltima posição em termos de geração de empregos com índices negativos superiores aos dos demais municípios. O quadro ao lado mostra que Criciúma, Nova Veneza e Forquilhinha lideraram nos outros anos e Içara teve índices alarmantes, sendo um dos municípios com maior dificuldade na região para estancar a crise com menos 629 e menos 536 vagas respectivamente.


Recentemente, o prefeito Murialdo Gastaldon (PMDB) postou em suas redes sociais que Içara teve a abertura de 2.554 novas empresas na cidade na sua gestão. O que o prefeito não informou foi o tipo de empresas, pois no mesmo período, segundo o Caged foram geradas apenas 533 novas vagas, número bem inferior à quantidade de empresas, ou seja, apenas 0,2 novas vagas de trabalho para cada empresa criada. Portanto, nem meia vaga por empresa. Neste saldo, é possível que o prefeito tenha considerado os microempreendedores individuais que formalizaram sua atividade. O portal, porém, não teve acesso a essas informações.


Outro dado preocupante fornecido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) diz respeito ao percentual de população desocupada. Em 2015, último ano em que o instituto fez esta aferição, Içara ocupava apenas a oitava posição com pífios 34% de população ocupada. Como se nota no quadro ao lado, mesmo com maior potencial geográfico, territorial, populacional e econômico comparando a outras cidades da região, Içara fica atrás da grande maioria.


O portal irá atualizar novas reportagens durante a semana sobre os índices econômicos de Içara. O Governo Municipal não atende as solicitações de entrevistas do portal.

TEXTO/OIÇARA
FOTO/DIVULGAÇÃO

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

JInews