• Nova sede do MPSC contará com obras de Willy Zumblick em espaço cultural

Nova sede do MPSC contará com obras de Willy Zumblick em espaço cultural

08 Nov, 2018 14:12:30 - Política

Tubarão (SC)

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), o Município de Tubarão e a família do artista catarinense Willy Alfredo Zumblick assinaram na terça-feira (6/11) um contrato de comodato para que 22 telas do artista sejam cedidas, temporariamente, ao MPSC para exposição na nova sede administrativa da Instituição.

Com inauguração prevista para dezembro deste ano, o Edifício Ministério Público de Santa Catarina promoverá ampla valorização cultural. Logo no hall de entrada haverá um espaço de exposições denominado "Arte Catarinense", destinado à exibição de arte, conforme sugere o nome. As 22 telas de Willy cedidas ao MPSC irão inaugurar esse espaço e ficarão expostas por oito meses.

O chefe do MPSC, Procurador-Geral de Justiça Sandro José Neis, agradeceu o apoio da família do artista e da Prefeitura de Tubarão. "É um momento único para esta Instituição. Nós já assinamos inúmeros termos de cooperação, convênios, ajustes, mas jamais dentro dessas circunstâncias e com esse objeto. Eu não conheço no Brasil uma iniciativa como essa, de um Ministério Público preocupado com a valorização da cultura local", celebrou.

Segundo Neis, a ideia é convidar escolas, universidades e projetos sociais para visitar e conhecer a nova sede do Ministério Público, bem como a história do artista catarinense. "Vamos aproveitar cada minuto desses oito meses em que as obras permanecerem aqui conosco", disse.

Raimundo Zumblick, filho de Willy, representou a família do artista e agradeceu pela escolha do trabalho do pai para inaugurar o novo espaço de exposição de arte catarinense. "É um gesto que vem ao encontro da população. Esse gesto acaba relembrando justamente aquela pessoa que teve o dom da arte e que sempre levou Tubarão a todos os cantos. Ninguém fez tanto quanto ele. Ele marcou a vida da sua comunidade de ponto a ponto, retratando cada canto do Estado. Essa exposição vai apresentar muito da história de Santa Catarina", afirmou.

O Prefeito de Tubarão, Joares Carlos Ponticeli, agradeceu em nome da população do município. "Para a nossa cidade, é um grande prestígio. Não é sempre que a gente tem a felicidade de participar da inauguração de uma obra dessa envergadura para a justiça social de Santa Catarina. Para nós é uma alegria, porque vai ficar escrito nos anais da história do MP que o  espaço Arte Catarinense teve início com a obra do mais ilustre filho da nossa terra", disse.

O Coordenador de Comunicação Social do MPSC, Carlos Rocha dos Santos, idealizador da iniciativa, agradeceu o apoio recebido. "A ideia é ousada, inovadora. Reservar nobres áreas da nova sede para que a população catarinense possa ser impactada pela arte de nossos artistas é valorizar a cultura do estado. Inaugurar um espaço tão importante com obras de Willy Zumblick parecia loucura, mas com o apoio da administração do MPSC, que acreditou na proposta, todas as partes sentiram-se seguras para realizar mais um desejo do nobre tubaronense. Zumblick citava: `Minha arte deve estar onde a população estiver".

Presente no encontro, o Professor Valmiré Rocha dos Santos, estudioso que pesquisa a obra de Willy há mais de 20 anos e responsável pelo lançamento de três livros sobre a carreira do artista, referenciou-o: "Zumblick produziu e nos deixou um verdadeiro tesouro artístico e cultural, sendo que a quase totalidade de suas obras encontram-se em poder de particulares, inacessíveis ao público. O espaço Arte Catarinense propiciará acesso à exuberante arte do mais importante artista catarinense do último século, o que muito nos orgulha e emociona. Para nós, em particular, representa a extensão de tudo o que até então fizemos e pesquisamos a respeito de Willy Zumblick e sua arte, pois nosso propósito sempre foi reunir seus trabalhos e aproximá-los do público para que seja conhecido, apreciado e preservado".

Willy Zumblick nasceu em Tubarão e é reconhecido internacionalmente como o maior artista plástico catarinense. Ao longo de 75 anos, ele dedicou a sua vida à arte de retratar fatos históricos, religiosos e culturais de Tubarão e de Santa Catarina. Zumblick também é conhecido como o "pintor das bandeiras do Divino". Seu Willy, como é carinhosamente chamado pelos cidadãos tubaronenses, faleceu em abril de 2008.

Também participaram do ato de assinatura do termo de empréstimo o Subprocurador-Geral de Justiça para Assuntos Institucionais, Fábio de Souza Trajano; o Subprocurador-Geral de Justiça para Assuntos Administrativos, Cid Luiz Ribeiro Schmitz; o Secretário-Geral do Ministério Público, Promotor de Justiça Fernando da Silva Comin; a diretora do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional do MPSC (CEAF), Promotora de Justiça Analú Librelato Longo; e o chefe do Setor de Memorial do MPSC, Thiago Maio.

Nova sede

A nova sede do MPSC promoverá a valorização da arte local. O Edifício Ministério Público de Santa Catarina contará com espaços para divulgação de trabalhos de artistas catarinenses, como telas, esculturas e fotografias.

Compõe a nova sede a Casa Bocaiúva, imóvel tombado edificado na Rua Bocaiúva, em Florianópolis, que abrigará o Espaço Sociocultural do MPSC e o Centro de Memória. O Espaço Sociocultural será mais uma possibilidade de artistas do estado mostrarem suas produções e realizar oficinas de arte. Já o Centro de Memória será um local para reencontrar a história do MPSC através de livros, exposições e totens interativos.

TEXTO/ ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 
FOTO/ DIVULGAÇÃO

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

JInews