• Investindo em conciliação judicial, terceira unidade do Cejusc é instalada em Criciúma

Investindo em conciliação judicial, terceira unidade do Cejusc é instalada em Criciúma

15 Out, 2018 13:54:54 - Economia

Criciúma (SC)

A comarca de Criciúma conta, a partir desta quinta-feira, 11, com mais um o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc), que funcionará dentro da Unidade Judiciária de Cooperação (UJC) da Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc). O espaço contará com uma recepção, uma sala para audiências de conciliação e uma sala para as sessões de mediação.

Na cerimônia, a juíza Eliza Maria Strapazzon, diretora do Foro e da 1ª Vara da Fazenda Pública de Criciúma, ressaltou o sentimento de satisfação ao Poder Judiciário, por proporcionar mais uma forma de auxílio ao cidadão e aprendizado aos alunos de Direito, e a sensação de dever cumprido, dos magistrados, professores, servidores e demais envolvidos na instalação do centro. “Temos confiança no trabalho que será realizado, na contribuição de todos que irão unir esforços para prestar serviços de qualidade para a comunidade e desde já agradecemos o empenho e dedicação dos que se envolveram para a instalação desta unidade”, destacou a magistrada.

Participante da cerimônia, a titular da Coordenadoria Estadual do Sistema de Juizados Especiais e do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) do TJ, desembargadora Janice Goulart Garcia Ubialli, reforçou o novo momento do judiciário, que está diretamente relacionado com a mediação e a conciliação.  “É uma nova forma de fazer justiça e, com isso, há uma responsabilidade muito grande em preparar esse aluno do Direito e a universidade tem um papel importante nesse processo, pois é ali que será formado esse profissional. Fico muito orgulhosa e feliz por esse momento para a universidade e o judiciário catarinense”. Na oportunidade, a desembargadora foi homenageada pela instituição de ensino.

Na opinião da reitora da Unesc, Luciane Ceretta, o momento é de grande satisfação para a universidade e, especialmente, para o curso de Direito. “A mediação é a nova perspectiva de formação para os operadores do direito e será uma oportunidade preciosa para nossos acadêmicos, que poderão participar desse processo de formação através das atividades do Cejusc. Estamos sempre abertos as possibilidades novas oportunidades, como esta”, pontuou.​

TEXTO/ASSESSORIA DE IMPRENSA 
FOTO/DIVULGAÇÃO 

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

Cooperaliança