Içara nossa terra nossa gente (232)

14 Nov, 2017 17:03:27 - Artigo

Içara (SC)

O local não poderia ser mais bem escolhido para o 24º AÇOR – Enseada de Brito. Ali tudo respira história e saudades. História de um tempo distante, quando o mar era o caminho para todos os lugares, todas as idas e vindas, todas as veredas rumadas. Lindo, muito lindo olhar a praia naquela enseada que fazia as embarcações movimentarem-se em seu balanço rotineiro. As casas em uma arquitetura saudosa de tempos distantes. As pessoas acolhedoras e zelosas de suas raízes culturais, embalada na fé ancestral do Divino Espírito Santo ainda devotado na vila de pescadores envolvidos na maricultura. Ali parece que o tempo parou. E foram 3 dias de recepção para o povo que chegou de todos os cantos de Santa Catarina. Foram salas de escolas e do tradicional Colégio Estadual, abertas às delegações de outros municípios que vieram para o aconchego da simpática e original Enseada de Brito.

A manhã do sábado, dia 11 de novembro recebeu-nos com um sol acolhedor, e uma caricia morna envolveu- nos ao desembarcarmos do ônibus. Depois do cumprimento e do abraço da equipe do NEA, desfilamos em volta da Praça entre o adro da Igreja de Nossa Senhora do Rosário e o mar. As casas nos receberam também com suas janelas enfeitadas com as colchas de fuxico ou as roupas mais vistosas, de veludo vermelho, usadas na passagem das procissões. É a tradição ainda presente em gerações que se sucederam após a fixação da freguesia. Uma salutar recordação para quem vive ou viveu a tradição de sua gente vinda do distante arquipélago dos Açores.

Após o desfile houve as apresentações de grupos folclóricos com seus folguedos, bailados e cantares. É a partilha de generosidade que a alma açoriana tem para oferecer. É sagrado saber receber e mais ainda retribuir em outras ocasiões. Então, bailam-se as modas do além-mar com os casais em suas roupas domingueiras de tempos anteriores. Uma expressividade de amor ao ser e fazer de seus ancestrais. As modas são as mais variadas, cada município conhece o seu talento na arte de fazer o intercâmbio cultural de sua gente. Lá somos um só povo, os descendentes de imigrantes açorianos que aqui vieram plantar vidas, e sonhar esperança em um porvir. E dia correu entre as trocas de grupos no palco, entre eles Aurora Açoriana, o grupo de danças que a ACAI – Associação Cultural Açoriana promove como base cultural. Desfilaram também alguns de nossos troféus conquistados – dois troféus Ilha da Graciosa, 1 troféu Ilha do Corvo e 1 troféu Ilha de Santa Catarina. Somos um município muito agraciado pelo nosso trabalho na Associação Cultural Açoriana, sem dúvidas.

Como Etnia na Escola, o grupo de Danças da E.E.F.M. José Fernandes Silveira apresentou-se primeiro, voltaram mais cedo. A Associação apresentou-se depois das 16:40, viajamos a noite, no ônibus oferecido pela administração municipal, de volta para Sanga Funda. Todos muito felizes pela partilha entre municípios. Domingo foi o dia da missa e nós da associação que viemos com o grupo de danças, voltamos para continuar o festejo. Outros membros da Associação pernoitaram no alojamento e já estavam lá. Foi com emoção que o padre e o prefeito local descerraram a placa em homenagem aos náufragos, que pereceram no acidente com a embarcação quando em viagem ao Rio Grande de São Pedro. 178 pessoas perderam a vida e foram sepultados ali, onde veio a ser o adro da Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário, padroeira da freguesia do mesmo nome. Foi uma emoção muito grande para nós que acompanhamos a história de vida de imigrantes açorianos em todos os tempos e lugares. Só o almoço simples e saboroso, o cozido luso açoriano tradicional incrementado com o pirão tão brasileiro dispersou minha emoção. Foi uma festa completa, linda em sua singeleza e rica em seus valores - sem bebedeiras nem outras imoralidades. Festa que recomendo a todas as famílias. E lá presente nosso Jornal Içarense, para dar-me mais alegria de estar entre nossa gente e nossas tradições da terrinha.

TEXTO/ ELZA DE MELO

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

JInews