• Governo do Estado mobiliza equipes e monitora situação em SC

Governo do Estado mobiliza equipes e monitora situação em SC

10 Fev, 2020 13:17:57 - Santa Catarina

Florianópolis (SC)

O Governo de Santa Catarina, por meio da Defesa Civil estadual (DCSC), acompanha as ocorrências causadas pelas fortes chuvas que atingiram o estado. O monitoramento é realizado no Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres (CIGERD), em Florianópolis, referência internacional em ações de proteção. Neste sábado, 8, foram entregues itens de ajuda humanitária para moradores do município de Garuva, no Norte do estado.

No total, 47 famílias foram atendidas. Foram entregues 132 kits de higiene pessoal, 46 kits de limpeza, 25 kits de acomodação para solteiro, 28 kits de acomodação para casal e 30 colchões. São Francisco do Sul também recebeu 25 colchões de solteiro e 99 kits de limpeza. A DCSC continua de plantão devido à previsão de chuva para os próximos dias.

“O Estado de Santa Catarina, por meio da DCSC, tem mantido todo o apoio técnico aos municípios atingidos através de sua equipe e permanece 24 horas monitorando o sistema meteorológico, priorizando a segurança dos catarinenses”, explicou o chefe interino do órgão estadual, Alexandre Corrêa Dutra.

Os eventos meteorológicos são acompanhados em tempo real através do Centro de Monitoramento e Alerta, que funciona no CIGERD, de onde são emitidos avisos e alertas para toda a população. O objetivo é manter as pessoas em segurança e reduzir os prejuízos com informações que permitem ações de prevenção.

Ainda no CIGERD, o Centro Integrado de Operações permanece ativado em nível amarelo de observação, com profissionais de plantão acompanhando as ocorrências e preparados para prestar apoio aos municípios catarinenses.

Municípios decretam situação de emergência

Nos últimos dias, incidentes em função das chuvas foram registrados em 14 municípios das regiões Norte, Vale do Itajaí e litoral. Foram decretadas situações de emergência de nível municipal em Guaramirim, Ilhota, São Francisco do Sul, Garuva e Penha. A DCSC aguarda o encaminhamento da documentação necessária para a análise e possível homologação em nível estadual.

“Foram efetuadas ações de retirada preventiva de moradores de encostas instáveis, abertura de abrigos para recepção de pessoas afetadas e distribuição de itens de assistência humanitária. O monitoramento intensificado permanece, pois teremos a passagem de uma frente fria que deve trazer mais chuva neste domingo”, completou o diretor de Gestão de Desastres da DCSC, Aldrin de Souza.

Atenção para os próximos dias

A grande quantidade de chuva registrada no estado levou à saturação do solo, o que provocou redução da capacidade de absorção e escoamento da água em diversos municípios. Por isso foram emitidos avisos de risco de deslizamentos para 32 cidades catarinenses, com destaque para Garuva, Ilhota, Canelinha, Águas Mornas e Luiz Alves.

Além disso, foram registrados desmoronamentos no Rio Itajaí-Açu, junto a SC-412, bem próximo ao km 14.400. Neste caso, a Polícia Militar Rodoviária foi acionada e fez o isolamento do local para prevenção e apoio aos pedestres e ciclistas, mas o trânsito seguia normal na tarde de sábado.

Já na região Norte de Santa Catarina, a Coordenadoria Regional também trabalha em diversos pontos. Na cidade de Garuva, por exemplo, acontecem os trabalhos de limpeza e tapa-buracos para melhorar o trânsito e evitar riscos. Na Serra Dona Francisca (SC-418), algumas barreiras estão sendo removidas entre os km 15 e 29. A situação da SC-108, entre Guaramirim e Massaranduba, também é monitorada pela Coordenadoria Norte e pela Defesa Civil. O órgão interditou o trecho por questões de segurança. Após 48 horas sem chuva no local, os técnicos irão fazer uma nova análise para verificar a possibilidade de liberação do tráfego.

Além disso, foram registrados desmoronamentos no Rio Itajaí-Açu, junto a SC-412, bem próximo ao km 14.400. Neste caso, a Polícia Militar Rodoviária fez o isolamento do local para prevenção e apoio aos pedestres e ciclistas e o trânsito seguia normal na tarde de sábado.

Recomendações da Defesa Civil

A DCSC recomenda não transitar em áreas alagadas. A atenção deve ser redobrada para sinais de problemas nas estruturas nas residências. Rachaduras, paredes inclinadas, portas e janelas com dificuldade para fechar são alguns desses indícios.

Já nas proximidades de barrancos ou encostas, devem ser observados postes e árvores inclinados que indicam movimentação do solo ou risco de deslizamento.

Quando constatado qualquer sinal de problemas a indicação é deixar o local e acionar a Defesa Civil municipal ou o Corpo de Bombeiros Militar.

ASSESSORIA DE IMPRENSAASSESSORIA DE IMPRENSA


REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

Cooperaliança