• Geaai completa oito anos levando a nova cultura da adoção à comarca de Içara

Geaai completa oito anos levando a nova cultura da adoção à comarca de Içara

02 Mai, 2020 18:57:30 - Geral

Içara (SC)

E hoje, dia 2 de maio, o grupo de apoio à adoção de Içara Geaai completa seus oito anos de fundação. Foram muitos desafios até então desconhecidos para nós do grupo. Várias pessoas passaram pelo grupo, alguns deram sua contribuição auxiliando na fundação e em todo trabalho realizado pelo grupo. A idealização da cartilha informativa que se tornou realidade em 2014, folders, cartazes, entrevistas, palestras nos cursos de pretendentes à adoção, o calendário com famílias e seus filhos que chegaram através da adoção. Pedágio, bingo solidário, concursos culturais com alunos de uma escola do município. Cartilha informativa virtual.

O Geaai conta com oito voluntários: Eu Simone Luiz Cândido, presidente do Geaai; Euzébio Figueiredo (vice-presidente); Raquel Romualdo (assessora jurídica); Valdemir Cândido (tesoureiro); Patrício Cardoso Patrício, Maria Aparecida Borba Patrício, Filemon Rosa e Eduardo Michels Zata (membros do grupo). Em comemoração aos oito anos do grupo recebi alguns depoimentos sobre o trabalho do Geaai. Continuaremos na luta por adoções legais e definitivas.

Albertina Zanini

“Em 2012 participei da fundação do Grupo de Apoio à Adoção de Içara - GEAAI. Na época trabalhava como Assistente Social do Fórum de Justiça de Içara e sentia a necessidade de maior participação da comunidade nas questões envolvendo o tema Adoção. Durante o período que ainda trabalhei, a participação do Geaai foi muito valiosa na preparação dos pretendentes à adoção . É com grande satisfação que vejo o grupo completar oito anos de existência, seguindo seus objetivos. Parabenizo o Grupo, destacando o esforço de sua primeira presidente, Simone Luiz Cândido e desejo que continuem firmes no trabalho proposto."

Raquel da Silva Horner  - Assistente social da comarca de Içara

“O Tribunal de Justiça de Santa Catarina através de suas cento e onze Comarcas trabalha incansavelmente com a questão de Adoções de crianças e adolescentes, no município de Içara contamos com uma profissional no setor que reúne esforços para que as adoções aconteçam de forma célere e transparente. Cabe ressaltar parcerias relevantes nesse contexto, sendo o Geaai (O Grupo de Estudos e Apoio à Adoção de Içara/SC), um dos principais colaboradores que milita nessa seara, e há oito anos presta um trabalho de excelência com relação à Adoção no município. O Geaai, trabalha incansavelmente para que mulheres ou gestantes possam fazer a entrega espontânea de seus filhos à Justiça para adoção, como alternativa para evitar o abandono das crianças quando as mães não querem, por algum motivo, assumir a maternidade, considerando que tal prática não é crime, que inclusive essa possibilidade está prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). O referido grupo de apoio existe para evitar riscos a esses bebês, possibilitar que tenham uma nova família e, especialmente, que o procedimento seja feito da forma correta. Dessa forma tal parceria é fundamental para a causa, e a participação do Geaai nos cursos de preparação de pretendentes à adoção em nossa comarca e de total relevância para o nosso trabalho, sempre buscando aumentar a conscientização da sociedade sobre a questão, principalmente sobre as adoções mais necessárias (crianças mais velhas, com necessidades especiais e inter-raciais, o princípio é seguir o espírito da lei, onde a prioridade é manter a criança na família biológica, enquanto a adoção é o recurso final.”

Rosimere Bitencourt Ferreira Vargas

“Acredito que meu sonho de ser mãe, não é diferente de tantas mulheres que sentem, em seu mais íntimo o mesmo desejo. Casada há alguns anos meu desejo de ser mãe foi aumentando queria embalar meu pequeno bebê. Após vários exames, lágrimas doloridas e muitas orações receberam a triste notícia que não seríamos pais biológicos. Mas o sonho persistia. Tornei-me um ser humano triste, cinzento. Até que meu marido convenceu-me que tínhamos outras possibilidades a adoção, nossa primeira visita ao fórum para conversar com a assistente social jamais será esquecida, sai de lá com a triste realidade, pois não sai com meu bebê nos braços. Após o curso para pretendentes à adoção, conheci realidades chocantes crianças maiores e grupo de irmãos era bem difícil terem pretendentes interessados. Mas Deus nos reservou outros caminhos e sonhos conhecemos pessoas especiais que nos mostraram outras possibilid ades. Participamos da primeira diretoria do Geaai foi através deste grupo que aprendemos que o sonho de sermos pais continuava igual, Deus fez nossos filhos nascerem em nossos corações lindos e crescidos da cor de pele amarrom como dizia meu filho que chegou com dois e anos e oito meses e o mais velho com 10 anos. Amar de maneira incondicional o filho cresce em nosso coração não importa a idade e descobri que podia embalar, colocar no colo amar da mesma maneira.”

Milena Possamai

“Através do curso de pretendentes à adoção que fizemos no fórum de Içara eu Milena e meu esposo Geovane conhecemos um pouco da história do grupo Geaai Içara. Antes de fazer o curso sabíamos poucas informações sobre adoção o Geaai ajudou muito nas informações sobre adoção sempre tirando nossas dúvidas. Colocamos nosso perfil no cadastro nacional CNA com o desejo de sermos mãe e pai e assim formarmos uma família. Conhecemos outras histórias e hoje temos outra visão. Fui adotada e vejo o quanto é importante receber informações sobre adoção e principalmente das crianças maiores e com grupos de irmãos. O perfil desejado deve partir dos pretendentes com muita responsabilidade e preparo para que não aconteçam devoluções. Agradeço ao grupo por prestar esse trabalho informativo tão importante.”

Maria Aparecida Borba Patrício

“Após dez anos de casados decidimos que queríamos ser mãe e pai. Optamos pela adoção não tínhamos a ideia de ter um bebê e sim filhos e esses poderiam ser maiores. Nos habilitados em 2015 na comarca de Criciúma. Conheci o Geaai através das redes sociais. E assim conheci a Simone do Geaai que me orientou sobre busca ativa, conversamos muito sobre a experiência dela e as crianças maiores. Ela me apresentou o grupo Ana Gonzaga que faz busca ativa e através de grupos de busca ativa conheci minhas duas filhas que na época tinham sete e dez anos. Atualmente trabalho na busca ativa da ANGAAD representando o Geaai Içara. Lutando por adoções de crianças maiores com grupos de irmãos, com patologias. Sou grata por ter conhecido esse grupo é hoje posso ajudar outras pessoas a encontrarem seus filhos.”

Simone Luiz Cândido é voluntária na causa adoção de crianças e adolescentes; já participou de três antologias com suas crônicas, além disso, ama escrever reflexões sobre a vida cotidiana, eternidade, amor e convivência.

CANAL IÇARA

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

Cooperaliança