Fórum debate prevenção e tratamento das hepatites virais em SC

24 Mai, 2018 15:21:35 - Saúde

Florianópolis (SC)

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE) da Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina (SES) e a Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc) realizam, no dia 30 de Maio, o Fórum Catarinense sobre Hepatites Virais. Dirigido a profissionais da saúde, o evento ocorrerá das 13h às 17h, no auditório Antonieta de Barros, na Alesc, em Florianópolis.

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas pelo site www.dive.sc.gov.br/hepatites  O evento está na sua segunda edição e reunirá autoridades federais e estaduais em saúde para debater os seguintes temas: “Políticas e Perfil das Hepatites Virais no Brasil e em Santa Catarina”, “Tratamento das Hepatites B e C” e “Visão médica, Experiências Exitosas”.

Diagnóstico e prevenção

Além de discutir a importância do controle da doença, o encontro objetiva também propor debates sobre as novas tecnologias de diagnóstico, como o teste rápido para as Hepatites B e C, já incorporado ao SUS, a vacina contra a Hepatite B, também disponível na rede pública e novos tratamentos oferecidos que garantem melhor qualidade de vida aos portadores da doença.

“Nosso interesse é a capacitação e a atualização dos profissionais de saúde em relação ao tratamento, ao diagnóstico e à prevenção das hepatites. Recentemente, o Ministério da Saúde (MS) atualizou os protocolos de tratamento da doença, em especial da Hepatite C, melhorando a qualidade da assistência, reduzindo a ocorrência de efeitos colaterais e oferecendo alternativas para os pacientes que não têm obtido resposta virológica positiva em seus tratamentos anteriores”, explica Eduardo Macário, diretor da DIVE. 

Nos últimos sete anos foram registrados em Santa Catarina 63 óbitos por Hepatite C e 22  por Hepatite B.  Para reduzir essas ocorrências é fundamental que a população em geral procure uma unidade de saúde para realização do teste rápido do diagnóstico da doença, e que as pessoas portadoras do vírus da hepatite busquem atendimento especializado e o tratamento correto o quanto antes.

Fórum

O fórum originou-se da reunião realizada em 2017 entre a Gerência de Vigilância das Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs), AIDS e Hepatites Virais da DIVE e o deputado estadual, Neodi Saretta, presidente da Comissão de Saúde da Alesc e autor do projeto que originou a Lei nº 15.615, e instituiu a Semana Estadual de Combate às Hepatites em Santa Catarina, a ser celebrada na terceira semana do mês de Maio.

PROGRAMAÇÃO

13h – Credenciamento

13h30min – Abertura do Fórum Catarinense sobre Hepatites Virais

Presidente da Comissão de Saúde – Deputado Neodi Saretta

Diretor de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina – Eduardo Marques Macário 

Gerente de Vigilância das DST/Aids e hepatites virais do estado – Enf.ª Dulce Maria Brandão Castro Quevedo

14h – Mesa redonda: “Políticas e perfil das hepatites virais no Brasil e em SC”

Gerente de Vigilância das DST/Aids e hepatites virais do estado – Enf.ª Dulce Maria Brandão Castro Quevedo 

Representante do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das IST, do HIV/Aids e das hepatites virais do Ministério da Saúde – Dr.ª Elisa Catappan

15h – Mesa redonda: “Novos protocolos clínicos e diretrizes terapêuticas das hepatites B e C”

Médico Infectologista – Dr. Pablo Sebastian Velho

16h – Mesa redonda: “Visão médica, experiências exitosas”

“Manejo clínico das hepatites B e C na visão do Infectologista”, Representante da Soc.de Infectologia – Eduardo de Oliveira Campos 

“Manejo clínico das hepatites B e C na visão do Gastroenterologista”, Representante da Soc. de Gastroenterologia – Telma Erotildes da Silva

17h– Debate

A mesa será composta pelos palestrantes e a mediação será feita pelo Representante da Soc.de Infectologia e Médico Infectologista da GEDST/DIVE – Eduardo de Oliveira Campos

Instituições convidadas

- Sociedade Catarinense de Gastroenterologia

- Serviço de Gastroenterologia do Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina (HU/UFSC)

- Associação Catarinense de Medicina (ACM)

- Associação Catarinense para Estudo do Fígado (ACAEF)

- Associação Catarinense de Medicina da Família e Comunidade 

- Sociedade Brasileira de Clínica Médica (sede Blumenau)

- Conselho Regional de Enfermagem de Santa Catarina (Coren/SC)

- Gerência de Atenção Básica da Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina

- Laboratório Central de Santa Catarina (LACEN/SC)

- Municípios Prioritários (Profissionais de Saúde da rede pública)

- Superintendência de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde (SUV/SES)

- Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive/SC) por meio da Gerência de Vigilância das Doenças Imunopreveníveis, Imunização e DTHA (GEVIM), Gerência de Vigilância de Agravos Infecciosos, Emergentes e Ambientais (GEVRA) e Gerência de Vigilância de Zoonoses e Entomologia (GEZOO)

- Diretoria de Vigilância Sanitária (DIVS)

- Diretoria de Assistência Farmacêutica (DIAF)

- Universidade Regional de Blumenau (FURB)

- Hospitais da rede estadual

- Hospitais da rede privada

- Diretoria de Educação Permanente em Saúde por meio da Divisão do Serviço de Residência Médica

- Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI)

- Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL)

- Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC)

- Centro Universitário Estácio de Sá de Santa Catarina

- Universidade do Contestado (UnC)

- Universidade do Planalto Catarinense (UNIPLAC)

- Universidade da Região de Joinville (UNIVILLE)

- Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC)

- Universidade Comunitária Regional de Chapecó (Unochapecó)

- Departamento do Centro de Ciências da Saúde da Universidade Federal de Santa Catarina (CCS/UFSC)

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

CDL Içara