• Feriado prolongado vai reduzir trabalhos construtivos e de manutenção na BR-101 Sul/SC

Feriado prolongado vai reduzir trabalhos construtivos e de manutenção na BR-101 Sul/SC

01 Nov, 2018 16:24:45 - BR-101

Tubarão (SC)

O final de semana prolongado por conta do Feriado de Finados terá redução nos trabalhos construtivos e, também, nos serviços de manutenção das pistas da BR-101 Sul catarinense. Com o aumento considerável na quantidade de veículos em movimentação, o DNIT/SC vai evitar a movimentação de trabalhadores e equipamentos em circulação por vias laterais e imerso no fluxo de longo curso. Em datas comemorativas ou feriados prolongados, a rodovia federal recebe acréscimo de até 50% de tráfego em relação aos demais dias do ano.

A medida logística vai assegurar a trafegabilidade na rodovia federal nos próximos dias. Na segunda-feira, 05 de novembro, todas as atividades mantidas pela autarquia serão retomadas.

A autarquia mantém frentes de melhorias sobre o pavimento da rodovia federal entre os municípios catarinenses de Paulo Lopes a Passo de Torres, na divisa com o Rio Grande do Sul. Durante o feriado, equipes de plantão vão dar assistência para eventuais problemas na plataforma da rodovia federal, obras de arte especiais (OAEs) e vias laterais. Quando as equipes retornarem aos trabalhos, será preciso redobrar os cuidados ao avistar estreitamentos de faixas indicadas pela sinalização provisória: nesse espaço, há trabalhadores e equipamentos em movimentação.

O DNIT/SC também aloca frente de Obras Complementares à duplicação da BR-101 Sul entre o km 306,3 ao km 307,2, em Bentos, Laguna e no km 322, em Pescaria Brava. Lá, os serviços não interferem diretamente no fluxo de longo curso, porém, a entrada e saída de equipamentos – principalmente caminhões basculantes usados no transporte de aterro – requer cuidados.

Historicamente, o volume maior de tráfego vai continuar durante o feriado e início da próxima semana. Assim, quem trafega pela BR-101 Sul deve atentar para os limites de velocidade e, também, para a distância de segurança entre veículos.

Para mais informações, o DNIT/SC mantém canais de interação para usuários, mantido pelo Consórcio Concremat-Tecnosolo (Gestora Ambiental), através do atendimento gratuito pelo telefone 0800 6030 101 e pelos links úteis no site 101sul.com.br.

BR-101 Sul/SC: no feriado, uso do cinto de segurança é indispensável

01/112018 – Os usuários da BR-101 Sul que vão viajar, pela rodovia federal e também por outros caminhos, devem usar de forma correta o cinto de segurança. A forma adequada do uso deste dispositivo de proteção é crucial para que danos maiores não sejam causados. Mesmo em acidentes de pequenas proporções, o cinto é a principal forma de evitar lesões graves.

Neste final de semana prolongado, mais veículos vão transitar pelas pistas duplicadas e vias laterais, aumentando a possibilidade de acidentes. Nesses casos, o cinto de segurança evita que o motorista tenha o rosto projetado contra o para-brisa ou lançado para fora do veículo. Outro grave dano evitado pelo uso de cinto de segurança é o esmagamento da caixa torácica contra o painel ou o volante do veículo. Uma batida em que o motorista não esteja usando o cinto tem grandes chances de bater com a cabeça e perder os sentidos. Seu uso no banco traseiro é tão importante quanto no banco dianteiro.

Forma correta – O uso do cinto de segurança é obrigatório para todos os ocupantes de um veículo. Mas somente o uso correto irá proteger de forma eficaz. Com o veículo em movimento, coloque o banco de forma que o cinto de segurança fique sobre o ombro e nunca perto da face ou pescoço. No caso do cinto abdominal, ele deve ser acomodado sobre a região pélvica, com folga de aproximadamente três centímetros. Outro cuidado é verificar se o cinto está torcido e estendê-lo para fixar ao clipe.

Não utilize grampos, clipes de papel ou outro objeto qualquer para aliviar a pressão do cinto, pois isso invalida a ação do equipamento no momento em que ele precisar ser acionado.

A posição correta do cinto no quadril deve ficar sempre abaixo do umbigo. Regule a posição de ajuste do dispositivo de todos os ocupantes, especialmente das crianças, conforme sugere o modelo do fabricante do veículo. O cinto de segurança é um dispositivo de segurança de uso individual, por isso, cada ocupante deve ter o seu. Transportar crianças no colo, usando o mesmo cinto poderá acarretar em sérias lesões até morte.

A altura do encosto do banco dos veículos deve estar regulada no centro posterior da cabeça ou até três centímetros acima. O uso de cinto de segurança e encosto de cabeça minimiza o movimento de giro no caso de impacto traseiro ou frontal, evitando ferimentos graves e lesões na coluna cervical. Ajuste firmemente o cinto de segurança ao corpo, sem deixar folgas e veja se ele não possui cortes ou pontos com desgaste excessivo, causando rompimento quando usado.

Deve-se compreender que o cinto de segurança não vai impedir acidentes, mas pode atenuar as suas consequências, desde que o uso seja correto.

TEXTO/ ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 
FOTO/ DIVULGAÇÃO 


REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

JInews