• Fatores de risco e proteção devem ser observados desde a infância

    Profissionais de diferentes áreas fizeram uma roda de conversa nesta segunda-feira sobre o tema

Fatores de risco e proteção devem ser observados desde a infância

15 Jan, 2019 08:44:44 - Saúde

Içara (SC)

Continuando com a programação de atividades do Janeiro Branco em Içara, a segunda-feira, dia 14, foi dia de conversar sobre “Fatores de Risco e Proteção em Saúde Mental”. Na sede do Ambulatório de Saúde Mental do município, a equipe que atua no local reuniu pessoas de diferentes setores para uma conversa sobre o tema. 

De acordo com a psicóloga e mediadora da roda de conversa, Maria Eduarda Pacheco, a temática da tarde traz uma reflexão sobre Saúde Mental. “Existem os fatores de risco e de proteção, que podem ser percebido no contato com os pais, qualidade do sono e essas áreas necessitam de uma atenção especial”, explicou. 

Participaram da roda de conversa desta segunda-feira, pessoas ligadas à serviços sociais, saúde e também educação. Durante o ato, foram tratados dos fatores de risco e proteção que as pessoas têm e como isso deve ser conversado nas famílias. 

Segundo a coordenadora do Ambulatório, Marileia Pacheco, esse tipo de atividade faz com que a Saúde Mental seja debatida por diferentes pessoas. “O nosso intuito com o Janeiro Branco é a campanha da promoção a saúde e receber trabalhadores de outras profissões contribui para que a troca de experiência seja bem expressiva”, comentou.

Na próxima segunda-feira, dia 21, o ambulatório recebe mais uma roda de conversa, com o tema “O risco da automedicação”. Dia 28, a atividade terá como tema “A importância da aceitação” e no dia 31, para fechar as atividades do mês, será realizada uma palestra no auditório da Cooperaliança, no centro de Içara, sobre a saúde mental do trabalhador. 

TEXTO/ASSESSORIA DE IMPRENSA
FOTO/DIVULGAÇÃO

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

Cooperaliança