• Ética na gestão pública é abordada por Betha Sistemas

    Convite para participação na mesa-redonda partiu do filósofo Clóvis de Barros Filho ao conhecer a história da empresa durante o Bethacon17.

Ética na gestão pública é abordada por Betha Sistemas

24 Nov, 2017 15:46:05 - Geral

Criciúma (SC)

Auditório lotado, mesa composta. Era chegada a hora de compartilhar com centenas de pessoas um pouco da história de 32 anos da Betha Sistemas. O diretor de Produtos e Serviços da empresa, Aldo Garcia, aproveitou a oportunidade para lembrar passagens históricas, contar curiosidades que nem todos os colaboradores tinham conhecimento. Durante a mesa-redonda com executivos no 1° Encontro Sobre Ética nos Negócios, que ocorreu em São Paulo, Garcia mostrou como o valor está enraizado na cultura da organização, fazendo parte do dia a dia dos colaboradores, gestores, diretoria e Conselho Administrativo.

O convite para participar da mesa, que contou com representantes da Microsoft, Web Radar, Grupo Abril e Bradesco, partiu do filósofo e palestrante Clóvis de Barros. Após conhecer a história da Betha durante o Bethacon17, em setembro deste ano, Clóvis fez questão de mostrar aos participantes que é possível, sim, fazer gestão pública de maneira justa, ética e transparente. A empresa foi a única representante do estado de Santa Catarina no evento, assim como única desenvolvedora de soluções para gestão pública.

No decorrer da atividade, Garcia falou sobre a importância deste reconhecimento. “Sinto-me honrado por poder representar a Betha em um evento deste porte. Foi uma preparação intensa para chegar aqui e contar um pouco da nossa trajetória. Apesar de ser um tema simples, não muito complexo, estudamos a melhor forma de fazer as pessoas se sensibilizarem e realmente entenderem como a ética é levada a sério na empresa”, destaca, ao lembrar que “agradeço imensamente ao diretor-presidente, Guilherme Balsini, por ter me dado esta oportunidade. Ele tem uma parcela grande por termos chegado até aqui”, completa.

Além da mesa-redonda, a programação do dia contou com apresentações e palestras. Clóvis de Barros falou sobre a ética e o lucro, e Mário Sérgio Cortella abriu o evento explanando que a ética não é cosmética e a decência não é aparência. “Este é um dia para pensar sobre a nossa postura. Ética não é maquiagem, não é fachada, mas sim uma conduta que não desonra nem a si e nem à sociedade. Quando alguém fala que trabalha em uma bela empresa, ou que fez algo muito feio, por exemplo, ele não está questionando a estética, mas sim a ética envolvida no assunto em questão”, enaltece, ao completar: “dizem que a ocasião faz o ladrão, mas isso não é verdade. A ocasião apenas o revela. Desvio ético é uma escolha pessoal”, pontua.

Durante a programação, falaram, ainda, a professora Maria Clara Dias, sobre ética e convivência no mundo da tecnologia; o pesquisador de Neurociências Clínicas da Unifesp, Pedro Calabrez, sobre perspectivas sobre a desonestidade; o membro da Associação Brasileira de Filosofia da Religião, Andrei Venturini Martins, sobre ética em tempos de crise; entre outros.

TEXTO/ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO
FOTOS/DIVULGAÇÃO

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

Cooperaliança