• Epagri lança sistema tecnológico inédito no Brasil para apoiar apicultura

Epagri lança sistema tecnológico inédito no Brasil para apoiar apicultura

18 Set, 2017 15:37:26 - Tecnologia

Florianópolis (SC)

A Epagri lança nesta terça-feira, 19, o Sistema de Monitoramento Apícola (Apis On-line), um conjunto de tecnologias destinadas a coletar dados ambientais e gerar informações para apoiar a produção de mel no território catarinense. Esse é o primeiro sistema desta natureza desenvolvido no Brasil. O lançamento acontece às 16h, na Assembleia Legislativa, em Florianópolis, como parte de um evento da Federação das Associações de Apicultores e Meliponicultores de Santa Catarina (Faasc), que vai reunir 350 lideranças do setor.

O Sistema de Monitoramento Apícola é desenvolvido pelo Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina (Epagri/Ciram) com o apoio de outras unidades da Epagri. Ele é composto por uma plataforma digital que reúne informações relacionadas ao setor. Lá, já é possível encontrar publicações e links úteis, entre outros dados.

A plataforma é colaborativa. Caberá a cada produtor cadastrar os dados de seu apiário, informando nome, localização e os seus produtos. Esses dados são disponibilizados em forma de mapa, no qual, com um clique, o consumidor poderá saber onde comprar o produto que deseja na região de seu interesse. Já estão cadastradas na plataforma todas as associações.

O site também vai contar com a colaboração dos apicultores no link Floração. Ali estão descritos os tipos de plantas existentes no estado e as datas esperadas de sua floração. O apicultor poderá identificar e informar diretamente no site datas antecipadas ou atrasadas de florações em sua região, enriquecendo o sistema.

Monitoramento

O grande diferencial da plataforma é o campo Monitoramento, onde estarão disponíveis as informações de coletas nas colmeias conectadas a estações agrometeorológicas que medem chuva, molhamento foliar, temperatura e umidade relativa do ar. Sensores instalados dentro da colmeia vão medir temperatura e umidade do ar interna. Ainda dentro da colmeia será medida, com uma balança de precisão, a quantidade de mel produzido. Esses dados se unirão aos medidos pela estação agrometeorológica e serão transmitidos automaticamente em tempo real para o banco de dados da Epagri/Ciram, em Florianópolis, e inseridos no sistema. Com base nesses dados, pesquisadores da área poderão observar quais condições meteorológicas influenciam na produção de mel.

Éverton Blainski, pesquisador da Epagri/Ciram na área de monitoramento ambiental e coordenador do projeto, explica que entre setembro e outubro serão instaladas nas diferentes regiões agroclimáticas do estado seis unidades de monitoramento apícola, formadas pelo conjunto de colmeia monitorada e estação agrometeorológica. Esses equipamentos foram adquiridos com recursos do Programa SC Rural, num total de R$ 300 mil. A instalação e operação da rede será custeada com verba da Epagri. Cada unidade terá como responsável um técnico da Epagi com conhecimento em apicultura.

Blainski explica que a Epagri já firmou convênio com o curso de graduação em engenharia em telecomunicação do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) para desenvolvimento de unidades de monitoramento apícola de baixo custo, que serão usadas para adensar a rede. Ele informa também que será preciso coletar pelo menos um ano de dados para que seja possível avaliar quais condições meteorológicas influenciam na produção de mel.

Após um ano de avaliação, a Epagri/Ciram poderá emitir, a partir da plataforma, avisos específicos aos apicultores. Com base na previsão do tempo, eles serão alertados sobre quais providências podem tomar para evitar queda na produção, como arejar as colmeias ou oferecer alimentação complementar às abelhas. A plataforma também vai formar um banco de dados histórico com informações de épocas floradas e os dados coletados pelas unidades de monitoramento apícola.

Além da plataforma colaborativa e o do monitoramento, o sistema se completará com o desenvolvimento de um aplicativo para dispositivos móveis a ser usado pelos apicultores. Além de ver os dados disponíveis no site, o produtor poderá interagir com o aplicativo, por exemplo, fotografando e informando ao sistema sobre uma florada antecipada ou tardia. A Epagri já submeteu às entidades financiadoras projeto para desenvolvimento do aplicativo, em busca da verba necessária para execução da proposta. 

Todo esse conjunto de tecnologia estará disponível para livre consulta, mas é preciso mais que equipamentos para que o Sistema de Monitoramento Apícola tenha êxito. “A Epagri está colocando a ferramenta à disposição do setor apícola, mas o sucesso depende da adesão e boa utilização por parte dos integrantes dessa cadeia produtiva”, alerta Ivanir Cella, chefe da divisão de estudos apícolas da Epagri.

Evento

O lançamento do Sistema de Monitoramento Apícola faz parte de um evento promovido ao longo de todo o dia 19 pela Faasc. A programação inicia pela manhã, com a inauguração da sede da federação, na Capital. Na parte da tarde, no Auditório Antonieta de Barros da Alesc, acontecem as palestras técnicas.

O ciclo de palestras será aberto às 14h30, com o tema Previsão Meteorológica X Apicultura, que será abordado pelo agrometeorologista Marcio Sônego, pesquisador Estação Experimental da Epagri em Urussanga. Às 16h, acontece o lançamento do sistema, com palestra proferida pelo pesquisador Blainski e, a partir das 16h30, Cella fala sobre os principais fatores de produtividade do mel.

Às 19h, começa uma sessão solene na Alesc em homenagem ao associativismo apícola e entidades com expressiva atuação no setor apícola no estado. A Epagri será uma das homenageadas.

Mel em SC

Santa Catarina conta atualmente com quase nove mil apicultores de diferentes portes que vão se beneficiar com a implantação do Apis On-line. Na safra 2016/1017 ,foram produzidas oito mil toneladas de mel, um recorde no estado. A produção ficou em 25Kg por colmeia, superior à média dos últimos anos, que foi de 20,42kg. No Brasil, essa média fica em 10Kg por colmeia. Há cinco anos, a média catarinense era de 13kg por colmeia. As condições de clima, o empenho dos apicultores e o forte trabalho de assistência técnica da Epagri na área foram fatores decisivos para o resultado expressivo.

Serviço:
O quê: lançamento do Sistema de Monitoramento Apícola
Quando: terça-feira, 19, às 16h
Onde: auditório Antonieta de Barros, da Assembleia Legislativa, em Florianópolis
Informações e entrevistas: Éverton Blainski, pelo fone (48) 99929-6053 / Ivanir Cella pelo fone (48) 98801-8269

TEXTO/ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO
FOTO/EPAGRI

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

JInews