• Eleitos são diplomados em sessão solene pelo TRE-SC

Eleitos são diplomados em sessão solene pelo TRE-SC

19 Dez, 2018 09:24:46 - Política

Florianópolis (SC)

Aconteceu nesta terça-feira (18), no auditório do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, a cerimônia de diplomação dos eleitos no pleito de 2018, realizada pelo Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina. O evento teve início às 18 horas.

Pela diplomação, a Justiça Eleitoral confere aptidão aos eleitos para assumir e exercer seus mandatos eletivos. A solenidade confirma que os políticos escolhidos pelo povo cumpriram todas as formalidades previstas na legislação eleitoral e estão aptos para exercer o mandato.

Antes do início da cerimônia, foi apresentado o vídeo institucional da campanha “O voto é meu – Meu futuro, minha escolha”. A campanha, idealizada pelo TRE-SC, teve como objetivo inicial incentivar o alistamento eleitoral e o exercício do voto pelos jovens em Santa Catarina e, posteriormente, promover a cidadania e fortalecer a democracia, incentivando os jovens catarinenses a participarem ativamente da vida política no país.

Após o vídeo, o presidente do TRE-SC, desembargador Ricardo Roesler, entrou no Plenário, acompanhado dos demais juízes da Corte: desembargador Cid José Goulart Júnior, Wilson Pereira Júnior, Fernando Luz da Gama Lobo D’Eça, Vitoraldo Bridi, Jaime Pedro Bunn e Antonio Fernando Schenkel do Amaral e Silva, além do procurador regional eleitoral Marcelo da Mota e dos juízes substitutos do TRE-SC, desembargador Jaime Ramos, Ítalo Augusto Mosimann, Alexandre Evangelista Neto e Luis Francisco Delpizzo Miranda. Compuseram a mesa de honra o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Rodrigo Tolentino de Carvalho Collaço, e o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Silvio Dreveck. Compuseram também a mesa de honra autoridades dos Poderes Executivo e Legislativo Federal, Estadual e Municipais, membros do Poder Judiciário, das Cortes de Contas, do Ministério Público, das Procuradorias e das Defensorias Públicas Federal e Estadual, advogados, autoridades militares, representantes de entidades de classe, dirigentes de instituições privadas e profissionais da imprensa.

Após a abertura da sessão solene pelo presidente do TRE-SC, os participantes ouviram a execução do Hino Nacional Brasileiro, que foi seguida pelo início da diplomação, momento em que o presidente convidou as deputadas estaduais eleitas a receber os diplomas: Ada Lili Faraco de Luca, Ana Caroline Campagnolo, Marlene Fengler, Ana Paula da Silva e Luciane Maria Carminatti.  Na sequência, por ordem crescente de votação, foram diplomados os deputados estaduais Ivan Naatz, Fabiano da Luz, Mauricio José Eskudlark, Rodrigo Minotto, Nilso José Berlanda, Marcius da Silva Machado, Altair da Silva, João Antônio Heizen Amin Helou, Jesse de Faria Lopes, Bruno André de Souza, Romildo Luiz Titon, Nazareno Setembrino Martins, Moacir Sopelsa, Carlos Henrique de Lima, Pedro Baldissera, Marcos Luiz Vieira, Luiz Fernando Cardoso, Milton Hobus, Laércio Demerval Schuster Junior, Jair Antônio Miotto, Neodi Saretta, Jerry Edson Comper, José Milton Scheffer, Clarikennedy Nunes, Vicente Augusto Caropreso, Volnei Weber, Mauro de Nadal, Fernando Krelling, Onir Mocellin, Sérgio Motta Ribeiro, Felipe Estevão, Valdir Vital Cobalchini, Ismael dos Santos, Júlio César Garcia e Ricardo João Peluso Alba.

Em seguida, procedeu-se à diplomação dos deputados federais, iniciando pela entrega do certificado às mulheres eleitas: Carmen Emilia Bonfá Zanotto, Ângela Regina Heizen Amin Helou, Geovania de Sá Rodrigues e Caroline Rodrigues de Toni, sendo seguidas, por ordem crescente de votação, pelos eleitos Gilson Marques Vieira, Rodrigo Coelho, Luiz Armando Schroeder Reis, Ricardo Zanatta Guidi, Darci de Matos, Celso Maldaner, Fábio Luiz Schiochet Filho, Carlos Alberto Chiodini, Pedro Francisco Uczai, Daniel Costa de Freitas e Hélio Francisco da Costa. O deputado federal eleito Rogério Mendonça não pôde comparecer à cerimônia, mas também é considerado diplomado.

Dando prosseguimento ao evento, foram chamados os senadores eleitos e seus suplentes, por ordem crescente de votação: José Roberto Martins (segundo suplente), Ivete Marli Appel da Silveira (primeira suplente), Jorginho dos Santos Mello (senador), Denise Antunes dos Santos (segunda suplente), Geraldo César Althoff (primeiro suplente) e Esperidião Amin Helou Filho (senador).

Por fim, foram diplomados a vice-governadora eleita, Daniela Cristina Reinehr, e o governador eleito, Carlos Moisés da Silva. Em seu discurso, o governador eleito de Santa Catarina destacou ter “um compromisso de agir para melhorar a vida das pessoas, um compromisso com todos os catarinenses dos 295 municípios que formam o estado, um compromisso com mais de 7 milhões de pessoas. É para elas que vamos trabalhar.”

Após o fim das diplomações, o desembargador Ricardo Roesler fez seu pronunciamento, lembrando que a democracia “é conquistada a duras penas, como fruto do compromisso comum e da constante afirmação dos valores fundamentais.” Destacou, ainda, a atuação da Justiça Eleitoral com dedicação, transparência e segurança para o equilíbrio do pleito, ressaltando que “agora, a voz e a vez são dos eleitos. A política como uma das mais nobres ocupações humanas é o empenho na realização do bem comum. É o bem coletivo, seu propósito final.”

O presidente homenageou, ainda, os eleitores e os servidores e mesários da Justiça Eleitoral, na pessoa de Maria de Fátima Seifert Loch, professora que trabalhou como mesária diversas vezes nas eleições catarinenses. O desembargador destacou, ainda, o papel da urna eletrônica na democracia brasileira, lembrando, contudo, as suspeitas geradas pela desinformação: “Ataques e ofensas se seguiram para desacreditar a eleição. Num país cuja educação e senso crítico ainda são privilégios de poucos, o botão de compartilhamento virou uma grande arma de engodo, entorpecimento e desinformação em massa. Mas a verdade prevaleceu.”

Após o pronunciamento do presidente, a execução do Hino de Santa Catarina marcou o encerramento da sessão solene.

Além do presidente do TRE-SC e do governador eleito, também fizeram uso da palavra Ricardo João Peluso Alba, Hélio Francisco da Costa e Esperidião Amin Helou Filho, que foram os candidatos mais votados para os cargos de deputado estadual, deputado federal e senador, respectivamente.

Somente os eleitos receberam os diplomas impressos na solenidade. Os certificados dos suplentes ficarão disponíveis no site do TRE-SC nas versões digitais. A entrega e a disponibilização dos diplomas ficam condicionadas a dois requisitos: julgamento da prestação de contas e apresentação da quitação militar.

TEXTO/ASSESSORIA DE IMPRENSA
FOTO/DIVULGAÇÃO

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

Cooperaliança