Dois candidatos concorrem ao cargo de PGJ nesta sexta-feira

08 Mar, 2019 10:38:07 - Santa Catarina

Florianópolis (SC)

A eleição iniciará às 9 horas, por meio de sistema eletrônico de captação de votos, e terminará às 18 horas. Concorrem ao cargo os Promotores de Justiça Andrey Cunha Amorim e Fernando da Silva Comin. Essa é a primeira vez que a eleição será eletrônica, podendo o voto ser exercido por meio de qualquer dispositivo com conexão à internet. Mas quem preferir realizar a votação pessoalmente poderá se dirigir, no mesmo dia e horário, à Sala de Sessões dos Órgãos Colegiados do MPSC, em Florianópolis.

O processo eleitoral formará uma lista tríplice, que será encaminhada ao Governador do Estado, Carlos Moisés, para que ele faça a escolha do Chefe do MPSC.A comissão é composta pelos Procuradores de Justiça João Fernando Quagliarelli Borelli   (Presidente) e Antenor Chinato Ribeiro, e pelo Promotor de Justiça César Augusto Grubba (Secretário).

Conheça os candidatos por ordem de antiguidade (informações publicadas pelos candidatos em suas páginas de campanha)

Andrey Cunha Amorim

Graduou-se em Direito na UFSC, com especialização em Direito Penal e Processual Penal e é Mestre em Direito pela UNIVALI e Universidade de Alicante (Espanha).

Foi Procurador do Estado de Santa Catarina (1991/1996) e Presidente da Associação dos Procuradores do Estado de Santa Catarina (1994/1996).

Ingressou no Ministério Público de Santa Catarina em 1996. Foi Promotor Substituto na circunscrição de Joaçaba e Titular nas Comarcas de Imaruí, Campos Novos, Lages, Joinville e Capital, onde está lotado atualmente.

Foi Coordenador do Centro de Apoio Operacional Criminal (2007/2009), Secretário-Geral do Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC) e Coordenador da Coordenadoria Regional de Investigações Especiais de Joinville, no período de 2009 a 2010. Foi Diretor da Escola do Ministério Público, por dois mandatos consecutivos (2002/2006) e Presidente da Associação Catarinense do Ministério Público, por dois biênios (2010/2012 e 2012/2014).

Nacionalmente, atuou junto à Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (CONAMP) como representante da Região Sul e Coordenador do Grupo de Trabalho que traçou estratégias para o combate à PEC 37, conhecida como "PEC da Impunidade", derrubada no Congresso Nacional em 2013. Exerceu ainda a presidência do Conselho Fiscal da entidade nacional (2014/2015).

Fernando da Silva Comin

Foi bolsista do programa de extensão da UFSC, responsável pela digitalização de acórdãos do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, no ano de 1995.

Foi estagiário do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), de 1997 a 2000, passando exercer serviço voluntário até a data da sua posse como Promotor de Justiça Substituto, em agosto de 2001.

Foi Promotor de Justiça titular nas Comarcas de São José do Cedro, São Miguel do Oeste, Mafra, Chapecó, Joinville, Itajaí. Atualmente, é titular da 8ª Promotoria de Justiça da Comarca de Balneário Camboriú.

Exerceu a função de Promotor Assessor na Coordenadoria de Recursos do MPSC, no período de outubro de 2005 a julho de 2007.

Participou da Comissão do 38º e do 40º Concursos de Ingresso na Carreira do MPSC.

Nacionalmente, foi Membro Auxiliar da Corregedoria Nacional do Ministério Público (CNMP), no biênio 2013/2015, exercendo a função de Coordenador do Núcleo de Inspeções; foi Secretário-Executivo do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais do Ministério Público dos Estados e da União (CNPG), no biênio 2017/2018.

Exerceu o cargo de Secretário-Geral do MPSC de maio de 2015 a dezembro de 2018.

Na área acadêmica, é Mestre em Ciências Jurídico-Políticas pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa (FDUL), e Especialista em Ciências Jurídico-Políticas pela mesma faculdade.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social do MPSC.

TEXTO/ ASSESSORIA DE IMPRENSA

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

CDL Içara