• Diocese de Criciúma completa 20 anos de instalação

Diocese de Criciúma completa 20 anos de instalação

14 Ago, 2018 16:14:26 - Variedades

Criciúma (SC)

Vinte anos se passaram. Daqui a cinco anos, ela já comemora o seu jubileu de prata. A Diocese de Criciúma completa nesta quarta-feira, 15, dia da Assunção de Nossa Senhora, o seu aniversário de instalação.

Depois de ser criada, em 27 de maio de 1998, pelo Papa João Paulo II, desmembrada da Diocese de Tubarão, a Diocese de Criciúma celebrou sua cerimônia de instalação no dia 15 de agosto do mesmo ano. Dom Paulo Antonio De Conto, hoje bispo emérito de Montenegro (RS), foi seu primeiro bispo e, desde 13 de novembro de 2009, a Igreja particular é conduzida por Dom Jacinto Inacio Flach.

“O anúncio da notícia, em 27 de maio, até a instalação, foi preenchido com muitas atividades, muita expectativa, porque não tínhamos nem casa para o bispo, nem cúria, nenhuma estrutura havia sido preparada para instalar a Diocese. Tivemos que correr para que, neste dia, o bispo tivesse um local para iniciar sua moradia e um local para as atividades pastorais e tudo foi preparado para que no dia 15 pudéssemos iniciar”, recorda o vigário geral da Diocese, padre Wilson Buss.

O vigário geral recorda que o dia da instalação era de muita chuva e que tiveram que transferir o local da cerimônia, que aconteceria sob o átrio da então Catedral São José, para o Ginásio no Paço Municipal. “À tarde, por uma coincidência muito bonita, o sol brilhou. Um sol maravilhoso, enganando toda a situação e marcando, realmente, esse dia, como o grande sol da esperança que o povo tinha na nova Diocese que estava se instalando. Houve grande participação do povo de Deus: padres, leigos e leigas, religiosos e religiosas. Um momento festivo de muita empolgação, muita fé e muito entusiasmo marcou o início da caminhada da Diocese de Criciúma”, recorda padre Wilson.

Durante todos esses anos de caminhada, a Diocese de Criciúma, que se estende de Lauro Müller até Passo de Torres, na divisa com o Rio Grande do Sul, abrangendo 26 municípios, contou e conta, até hoje, com a colaboração de milhares de leigos e leigas, que exercem seu papel de batizados nos mais diversos serviços de pastoral, associações, movimentos e organismos. Todos os trabalhos a serviço do Reino de Deus contam com o apoio e a dedicação de mais de 50 padres diocesanos e mais de 20 religiosos, além de dezenas de religiosas de 12 comunidades e congregações e mais de 50 seminaristas diocesanos. Formada por sete comarcas pastorais que abrangem 34 paróquias e três santuários diocesanos que, juntos, somam 538 comunidades, a Diocese de Criciúma tem, no seu objetivo principal, “evangelizar, vivendo em comunidade”.

“O grande objetivo de uma diocese, da Igreja, é evangelizar. Foi isso que Jesus pediu, antes de subir ao céu: ‘Ide e evangelizai, batizai e anunciai o Reino de Deus’. Essa é a grande missão da Igreja: evangelizar. Durante vinte anos, esse foi o objetivo e continuará sendo, para o futuro, sempre! Para uma Igreja, só tem sentido existir se for para evangelizar, levar a Boa Nova às pessoas que são filhos e filhas de Deus, herdeiros da vida eterna”, destaca o Bispo Diocesano, Dom Jacinto.

“O que realmente caracterizou essa tarde de 15 de agosto foi o entusiasmo, a grande vibração pela história que se iniciava e, por isso, logo pelo Plano de Pastoral, nós iniciamos, dizendo: ‘Nós, povo de Deus da Diocese de Criciúma, animados pela Santíssima Trindade, queremos evangelizar vivendo em comunidade’. É esse o espírito que realmente marcou o início da Diocese. A vida em comunidade, a história da caminhada do povo de Deus que deve, realmente, ser o Espírito que deve perpassar, a partir do encontro com Jesus Cristo, a vida e a história da nossa Igreja, da nossa Diocese”, acrescenta padre Wilson.


TEXTO/ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO
FOTO/DIVULGAÇÃO

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

Cooperaliança