• Cultura Hip Hop traz colorido à manhã da Satc

Cultura Hip Hop traz colorido à manhã da Satc

11 Out, 2018 17:11:13 - Educação

Criciúma (SC) 

Dança, música e grafite fazem parte do projeto de intervenção cultural proposta por artistas

Os movimentos do Hip Hop deram um tom diferente à Satc. Dança, grafite, músicas e muitas cores fazem parte da Intervenção Cultural nas escolas. Durante a manhã de quinta-feira (11), os alunos do ensino fundamental II e médio da Satc tiveram a oportunidade de participar do movimento. "Foi uma emoção poder ver a cultura sendo exposta na escola. Ver uma cultura que me livrou de muitas coisas sendo apresentada pra outras pessoas foi gratificante", argumentou o aluno Arthur Viana, no 1º ano do ensino médio.

O projeto é do DJ Monkey, que começou com a inclusão do projeto nas escolas em 2015. “A Intervenção Cultural se molda conforme a escola. É uma responsabilidade reproduzir o movimento cultural no espaço educacional e potencializar a cultura”, ressaltou o DJ.

O Hip Hop comporta cinco elementos, a dança (Break), a música (DJ), oratória, o grafite e o conhecimento (literatura). A temática já havia sido trabalhada com as turmas do 9º ano, que leram o livro “O grito do hip hop”, dos autores Luiz Puntel e Fátima Sacuri. “O objetivo é fazer com que os alunos reconheçam o Hip Hop sem preconceito”, afirmou a coordenadora dos ensinos fundamental II e médio Mafalda Rosso Izidoro.

Para os integrantes a escola é a base da sociedade. Conforme o B-Boy Elfo a internet é um veículo muito rápido. “Esse projeto é interessante por fazer com que a cultura chegue até eles (adolescentes) pessoalmente. Fazendo com que possam vivenciar novas experiências”, relatou.

A intervenção trouxe mostras de grafite, breake dance, exposição de uma linha de jaquetas grafitadas e muita música. Um dos pontos mais animados foi a batalha de rimas entre alunos do colégio Satc. A apresentação não teve vencedores e os participantes foram presenteado com bonés do movimento. "Para a gente que sofre preconceito por fazer parte do mundo do Rap, a Satc ter trazido esse evento, foi bom porque mostrou o lado bom do Rap. Hoje eu penso em um dia viver do meu estilo musical", comentou o aluno João Luiz Rosso.

Para o rapper WK é importante estudar o tipo de conteúdo que se pretende levar para os alunos. “É preciso ler livros inclusive, para levar conteúdo musical de qualidade para os alunos”, relatou o cantor. O evento contou também com a presença da rapper Janaina, do grupo Palavra Feminina de Florianópolis.  “A gente começou quando era adolescente, então é importante mostrar que rapper não é só para os homens, as mulheres também têm voz, e é isso que nós queremos passar, a cultura através do Rap, da mesma forma que nos foi passada”, disse.


TEXTO/ASSESSORIA DE IMPRENSA 
FOTO/DIVULGAÇÃO 

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

CDL Içara