Crônica: Idosa sim, mas sempre alerta!

16 Mai, 2019 10:39:29 - Artigo

Içara (SC)

São tantas e boas recordações desde a infância, ou melhor do nascimento até os 70 anos que estou prestes a completar... Foi no século passado em domicílio paterno, com auxílio de uma parteira, que minha mãe me deu a luz. Fui a 5°, bem a metade de toda prole. O lugar onde nasci era ermo, com as propriedades quase todas rurais. Meus pais trabalhavam com olaria e armazém de “secos e molhados”.

Minha 1° escola foi em 1957, na Rua da Palha, hoje Vila São José e a nossa turma era multisseriada e apenas a professora Edite Cardoso Brígido como regente. Ela era mestra e a irmã caçula do meu pai. Com ela aprendi as primeiras lições e foi com ela também o despertar profissional que mais tarde abracei. Sou produto da Escola Pública.

Trabalhei no magistério durante 26 anos. Hoje aposentada, abraço o trabalho voluntário. Foi a maneira que encontrei em gratidão a Deus, pela cura de um câncer de mama. Quando fui diagnosticada, através da mamografia, aos 54 anos, tive um sentimento de “final de vida”, porém ao ser despertada do susto buscamos o devido tratamento, superamos a doença. Refiro-me assim porque a minha família esteve junto comigo. Fortalecida também, avaliando a problemática vencida, tendo outras parceiras que passaram pela experiência do Câncer de mama, criamos a Associação Amigas do Peito de Içara – AMPI, que tem como objetivo principal, o incentivo aos pacientes no processo do diagnóstico, o tratamento o mais rápido, como também a prevenção da doença.

Hoje, a AMPI é reconhecida de Utilidade Pública. Trabalha em conjunto com a RFCC – Rede Feminina de Combate ao Câncer e o Berço dos Anjos na construção da Casa Rosa que será mais um espaço de saúde a serviço da comunidade. Outro caminho que trilho é a literatura. Deixo a posteridade meu legado. Tenho cinco livros publicados, participação em concursos literários, escrevo crônicas... Em prosa ou verso conto sobre minha terra. Faço parte da “Academia Içarense de Letras e Artes” – AILA, que atua no incentivo à produção literária e artística, no registro das ideias, das vivências que ficam à disposição dos continuadores da História. Apesar dos escassos recursos, muitas escritas engavetadas, estão aguardando auxílio para publicação, é a carência de uma ampla Política Cultural. Valioso e precioso o trabalho dos acadêmicos içarenses.

Como cidadã do meu torrão natal me importo sim, pela política de excelência da boa educação que agrega escolas, bibliotecas, praças ou logradouros públicos para convívio familiar. Parques infantis tão bem planejados, estruturados e coloridos que nossa criançada sinta prazer em vivenciar as brincadeiras enquanto criança. Investimentos que geram a elevação do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) tão cobiçado na atualidade e necessário no nosso país.

Com a saúde em dia, bem equipada nas unidades e hospital. Clamamos pela UTI do hospital São Donato para que funcione em todo seu potencial, para que nosso sonho de longevidade, seja mais tranquilo. Com as melhorias das vias públicas facilitando a nossa circulação para uma boa acessibilidade. Estamos a 17km da área litorânea e um pouco mais da região serrana. Um lindo lugar para se viver. Ficamos na torcida por uma Içara cada vez mais evoluída, saudável e segura para todos!

IEDE CARDOSO DOS SANTOS

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

JInews