• Comunidade ainda espera por medidas compensatórias

Comunidade ainda espera por medidas compensatórias

18 Abr, 2018 16:18:54 - Política

Criciúma (SC)

A construção do Centro de Atendimento Socioeducativo (CASE) está praticamente finalizada. A construtora LG de São José deve concluir a obra no próximo mês. A Comissão de Obras da Câmara visitou o local para acompanhar o andamento da obra, na manhã de hoje (18/4), e segundo informações repassadas aos edis, a estrutura está com 95% concluída. Mas, apesar da boa notícia, a comunidade ainda espera pelas medidas compensatórias, anunciadas pelo governo do estado.

O presidente da Comissão, vereador Ademir Honorato (MDB), enfatizou que a obra tem muito conforto, mas há desalento por parte da população local. “Os moradores estão clamando por medidas compensatórias, tanto do CASE quanto da Penitenciária Sul. O mínimo, era a pavimentação”, comentou Honorato, relembrando da Audiência Pública realizada no Bairro São Domingos e de reunião com o governador à época, Raimundo Colombo, realizada no final do ano passado. Essa pavimentação conta com cerca de oito quilômetros que ligam as penitenciárias e o CASE.

Valdir Rossi Fermo, que mora há 62 anos na localidade, ressaltou que a maior dificuldade é a estrada. “O governo prometeu e até agora nada. Precisamos que as autoridades se mobilizem”, comentou.

O vereador Miri Dagostim (PP) relatou o alto custo para manter o local e destacou que é necessário trabalhar a prevenção. “A empresa vai cumprir o prazo de suas atividades. A estrutura é muito boa, mas o custo também é muito alto”. O parlamentar Dailto Feuser (PSDB) mencionou que a obra era necessária, mas a comunidade espera as medidas compensatórias que foram prometidas.

O CASE de Criciúma terá vaga para 60 adolescentes, sendo 40 para os que estiverem com condenação definida e 20 para os que ainda aguardam julgamento, em um terreno doado pela Prefeitura de Criciúma. As obras no local começaram a ser executadas há dois anos. 

O espaço contará com uma área administrativa, alojamentos, lavanderia, almoxarifado, salas de aula, ginásio de esporte, ambulatório, salas de aula, oficinas profissionalizantes, teatro, centro ecumênico, quadra polivalente e sala multiuso. A obra terá 5,5 mil metros quadrados de estrutura construída em um terreno de 60 mil metros quadrados e, hoje, falta, apenas os últimos detalhes.

O CASE é administrado pelo Governo do Estado e tem como objetivo ressocializar adolescentes, de ambos os sexos, que cometeram infrações, que estejam em cumprimento de Internação Provisória e medidas socioeducativas de semiliberdade e de internação, decretadas pela autoridade judiciária competente, na forma do estabelecido na Lei nº. 8.069/90 do Estatuto da Criança e do Adolescente e no Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo. O período máximo de internação é de três anos.

TEXTO/ASSESSORIA DE IMPRENSA
FOTO/DIVULGAÇÃO

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

GIASSI