• Comitiva catarinense vai à Brasília questionar resolução do Contran

Comitiva catarinense vai à Brasília questionar resolução do Contran

03 Mai, 2018 14:43:06 - Geral

Brasília (DF)

Representantes da Associação dos Comerciantes de Material de Construção de Joinville (Acomac) estiveram acompanhados do deputado estadual Patrício Destro (PSB) na sede do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), em Brasília, nesta quarta-feira (2). A reunião foi sobre a resolução nº 563 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que exige dos proprietários de veículos e implementos rodoviários do tipo carroceria basculante conhecidos como caçambas, a instalação de um sistema de segurança para circulação nas estradas brasileiras.

O grupo conseguiu com o presidente do órgão, Maurício Alves, o comprometimento de analisar a possibilidade de prorrogação em um ano para que os proprietários dos veículos se adequem à medida. “Solicitamos que até janeiro do próximo ano sejam feitas campanhas informativas para que o setor fique informado sobre a resolução”, afirmou Destro.

A Acomac Joinville entrou com um mandado de segurança e aguarda uma decisão federal. O argumento é que veículos novos veem com o sistema implantado, porém os proprietários de veículos antigos gastam entre R$ 3 mil e R$5 mil para a adequação. Enquanto que o valor de venda desses caminhões não ultrapassam R$ 12 mil.

Outras medidas que foram discutidas na reunião que contou ainda com a presença do presidente da Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco) Claudio Conz, do presidente da Federação das Associações dos Comerciantes de Materiais de Construção de Santa Catarina (Fecomac) Antenor Novakoski e o advogado da Acomac Joinville Dr. Osny Munhoz foi que veículo cuja a caçamba não ultrapasse os quatro metros de altura fiquem isentos da norma. Além disso, os empresários pedem que o Certificado de Segurança Veicular seja exigido a cada dois anos e que o valor da documentação seja reduzido de R$ 650 para R$ 375. Hoje todos os proprietários desse tipo de veículo precisam pagar a taxa anualmente.

TEXTO/ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO
FOTO/DIVULGAÇÃO

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

Cooperaliança