• Comitê da Justiça Eleitoral de SC discute segurança para as Eleições 2020

Comitê da Justiça Eleitoral de SC discute segurança para as Eleições 2020

14 Out, 2020 19:33:24 - Política

Florianópolis (SC)

O Comitê de Segurança das Eleições no âmbito da Justiça Eleitoral catarinense, criado pela Portaria 157 de 17 de agosto de 2018 para coordenar as ações de segurança e gerenciar os potenciais riscos ao processo eleitoral, se reuniu na tarde desta terça-feira (13) para discutir o pleito eleitoral deste ano. O grupo é coordenado pelo juiz do Pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina, Wilson Pereira Júnior.

Participaram da primeira reunião do Comitê: o juiz substituto do TRE-SC, Marcelo Pons Meirelles; o diretor-geral do TRE-SC, Daniel Sell; o delegado da Polícia Federal, Alexandre de Andrade Silva, que substituiu a delegada  Paula Dora Aostri Morales; o tenente-coronel da Polícia Militar, Sandro Nunes; Armando Quadros da Silva Neto, que substituiu o delegado da Polícia Civil, Antônio Alexandre Calii, do Colegiado Superior da Segurança Publica de SC; o delegado da Polícia Civil Diego Gonçalves de Azevedo; o delegado da Polícia Civil, Mauro Cândido, do Núcleo de Inteligência e Segurança Institucional do Tribunal de Justiça de SC; e Ivan Castilho, do Setor de Inteligência do TJ-SC .

O Comitê tem como objetivo garantir a segurança do processo eleitoral nas eleições gerais e municipais. O grupo planejará as ações de segurança relativas à execução das atividades constantes do planejamento das eleições municipais.  O Comitê será o responsável por intermediar o contato entre o TRE-SC e os órgãos de segurança pública, atuando conjuntamente no planejamento das medidas necessárias à garantia da realização das eleições.

Na abertura da reunião, de forma virtual, o juiz do TRE-SC, Wilson Pereira Júnior, disse que conta com a força de todas as instituições para garantir eleições municipais tranquilas. “Nós, como Tribunal, precisamos de suas instituições para que tudo se encaminhe bem, no mínimo, até o dia 29 de novembro, data de possíveis segundo turno em três cidades:  Florianópolis,, Blumenau e Joinville. Mas o grande desafio será o 15 de novembro, quando teremos eleições nos 295 municípios do Estado”, afirmou.

Durante o encontro foram apresentados pontos de atenção do Comitê, como a segurança no transporte e locais de armazenamento das urnas, as demandas de reforço policial apresentadas pelos juízes eleitorais e a atuação das forças de segurança no dia das eleições.

O combate às Fake News também foi discutido na reunião. O juiz Wilson Pereira Júnior pediu auxilio máximo das instituições e enfatizou o trabalho do TRE-SC contra a desinformação. “Estamos propensos, nas eleições deste ano, a ser mais uma vez bombardeados, no que se refere às Fake News, mas  o TRE-SC saiu na frente e encampou campanhas publicitárias de combate a este mal. Temos que encorajar a população, os eleitores  de que eles podem ir votar, que eles estão seguros”, frisou.

Na reunião, o grupo definiu o encaminhamento de um ofício aos juízes eleitorais informando sobre a formação do Comitê no intuito de auxiliá-los em eventuais fatos que necessitem uma ação de polícia investigativa.  A Presidência do TRE-SC já havia consultado os juízes a respeito da segurança de armazenamento das urnas, segurança pessoal dos funcionários da Justiça Eleitoral e dos próprios magistrados.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

EXPRESSO COLETIVO ICARENSE