Começou a festa de candidatos às luzes da ribalta do poder

10 Ago, 2018 13:33:33 - Artigo

Balneário Camboriú terá quatro vereadores tentando voos mais altos na política. Vejam: André Meirinho (PP)-deputado estadual, Leonardo Piruka (PP)-deputado federal, Lucas Gotardo (PSB)-deputado federal e Roberto Souza Júnior (MDB)-deputado federal.

Trata-se sem dúvida de vereadores oportunistas em busca da continuação do cabide de emprego político. André Meirinho e Lucas Gotardo ainda nem bem esquentaram a cadeira de vereador e já estão de olho grande no poder. A verdade é que o salário e as benesses parlamentares fascinam quem não tem competência para se estabelecer aqui fora ou exercer com êxito as suas profissões de origem.

A política nacional está transformada em refúgio de oportunistas que só querem saber das luzes da ribalta do poder e tirar proveito da coisa pública. Agora, trabalhar em prol do bem-estar social e do país essa cambada de parlamentares, estufada de benesses, não é capaz.

Hoje, votar é perda de tempo. E só serve para dar emprego a mequetrefes travestidos de políticos.

Ao aceitarem interromper a vereança, os vereadores demonstram não ter nenhum respeito ao eleitor e ao cumprimento de mandato. Agem como se fossem donos dos mandatos denegrindo a imagem do Parlamento. Por isso, a substantiva desconexão da classe política com a sociedade, hoje ululante, leva o cidadão a proclamar que os partidos e os políticos não mais o representam.

Os referidos vereadores não são os únicos, no país, a desmoralizar o cumprimento de mandato. O Brasil está repleto desses políticos oportunistas de ocasião, cuja missão, no Parlamento, é desfrutar o cabide de emprego bem remunerado e tirar o máximo proveito da coisa pública.

A interrupção de mandato, além de ser estelionato eleitoral porque há uma ruptura nos compromissos de campanha, embora não seja crime, revela a pouca seriedade de elementos eleitos que hoje inundam o Parlamento nacional. Por isso, a sociedade tem de rifar, banir políticos trambiqueiros que interrompem o mandato e costumam dar uma banana ao eleitor.

A minha crítica representa, certamente, o sentimento da maioria da sociedade que está cansada de assistir à falta de compromisso e de respeito do político para com o eleitor.

A política é para ser exercida com toda a seriedade. O respeito ao voto recebido e o cumprimento integral de mandato são apanágios inarredáveis de parlamentares íntegros, sérios e responsáveis.

Júlio César Cardoso
Bacharel em Direito e servidor federal aposentado
Balneário Camboriú-SC

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

CDL Içara