Com aumento das startups, dificuldades evoluem na formalização dos negócios

15 Abr, 2019 15:48:48 - Geral

Criciúma (SC)

Segundo a Associação Brasileira de Startups (ABStartups), o total de empresas ligadas à tecnologia mais do que dobrou nos últimos seis anos. Atualmente, aproximadamente 15 mil empresas devem estar em atividade, sem contar os negócios em fase de ideias ou em processo de abertura. Concentrado nos estados de São Paulo (41%), Minas Gerais (12%) e Rio de Janeiro (10%), as startups crescem também em Santa Catarina e no sul. É o caso dos jovens Luís Felipe Cardoso Fabris, Eduardo Cividini, Rodolfo Gaidzinski e Rodrigo Esmeraldino de Criciúma que juntos criaram uma plataforma para eliminar a fraude em vendas de ingressos online.

A WiZED já é considerada uma das startups mais reconhecidas do país, ficou entre as 9 finalistas da Startup Show, o maior concurso do gênero no Brasil, entre 300 outras empresas. Mas nem tudo foi fácil para os empreendedores. Segundo Luís Felipe Cardoso Fabris, as dificuldades foram inúmeras para começar o negócio. "A primeira situação para começar uma startup é uma equipe bem estruturada. Com um bom time você tem praticamente tudo. Um bom especialista pode ajudar a formalizar e estruturar a equipe, o quadro societário, colaborando para o êxito do negócio", explica

Para o advogado Giovani Duarte Oliveira, a estruturação inicial do negócio é essencial para os bons êxitos. “Os empreendedores devem estar bem seguros com a montagem da startups. Contratos bem firmados, dados protegidos e tudo muito bem esclarecido evitam problemas com o negócio embrionário mas que podem logo se tornarem unicórnios”, enfatiza.

É o caso de empresas unicórnios como Nubank, PagSeguro e a 99Taxi que atingiram o valor de mercado de U$S 1 bilhão em poucos anos. “Grandes problemas desde o investimento de empresários-anjo em startups até mesmo na inadimplência que prejudica o fluxo de caixa, assim como a composição societária e participação de investidores em quotas sociais são situações que podem ser evitadas com uma boa base inicial e um acompanhamento periódico. Nenhuma empresa cresce sem uma base bem estabelecida. A solução é uma só: prevenir”, enfatiza.

TEXTO/ ASSESSORIA DE IMPRENSA

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

Cooperaliança