• Coluna de Maso Nyetto - 1° de dezembro de 2017

Coluna de Maso Nyetto - 1° de dezembro de 2017

01 Dez, 2017 15:53:41 - Colunistas

 “Como um dos pilares de nossa gestão é aproximar as pessoas do legislativo, abrir a tribuna para as pessoas ou estar nas redes sociais, são ações para celebrar essa ideia”. Vereador Alex Ferreira Michels, presidente da Câmara Legislativa, sobre a criação da Fanpage, mais um canal de aproximação do cidadão içarense.

Na última sexta-feira (24/11)

o mundo político do Sul do Estado estremeceu  quando 44 policiais federais cumpriram 11 mandados de busca e apreensão em Florianópolis (SC), em Criciúma (SC), em  Içara (SC) e em Morro da Fumaça (SC). No centro das investigações estava o grupo político da deputada Ada Faraco de Luca (PMDB), secretária de Justiça e Cidadania do governo estadual. No mesmo dias lideranças do PMDB, entre elas o vice-governador Eduardo Moreira, e o presidente estadual da sigla, o deputado federal Mauro Mariani, encontravam-se na região Sul, inclusive Ada. Foi um baque pra todos.



A Operação República Velha, destinada a apurar delitos eleitorais de falsa prestação de contas à Justiça Eleitoral (“caixa 2”), corrupção eleitoral e formação de quadrilha, que teriam sido cometidos no decorrer da campanha eleitoral de 2014. No último sábado (25), um dia após a “operação”, o grupo ligado a Ada em Içara (SC) realizou um encontrão para manifestar apoio a deputada licenciada. Um dos citados na denúncia é o secretário de Planejamento Arnaldo Lodetti Júnior, que teve o celular confiscado pela PF e até o momento não consegui contato.


As reuniões ordinárias 

da Câmara Municipal de Içara terão o tempo máximo ampliado de 2h50min para 3h25min. Serão 10 minutos para a leitura das correspondências e do expediente, 60min para a votação e discussões sobres requerimentos e indicações, além de 60 minutos aos projetos de lei e moções mais 75min para a divisão entre as bancadas no horário político.Haverá mudança também na tramitação dos projetos. A dispensa dos pareceres das comissões permanentes, por exemplo, ficará atribuída a assinatura de todos os líderes.

As mudanças no Regimento Interno do Legislativo  foram aprovadas em primeira votação na última segunda-feira (27/11). "O resultado é satisfatório. Conseguimos re-duzir a burocracia. Em contrapartida ti-vemos que adequar ao número de vereadores. Só entrou o que era unanimidade. Os temas que não foram colocados agora, mas que teve maioria, serão discuti-dos ano que vem", indica o presidente Alex Ferreira Michels (PSD).  Entre os itens pendentes está a votação de um projeto na mesma sessão mediante ao intervalo. (Fonte Canal Içara).

Instalação do DPS (Dispositivo de Proteção contra Surtos) 

Desde 2015 a ordem é que as unidades consumidoras de nova ligação possuam o Dispositivo de Proteção contra Surtos (DPS). A Cooperaliança, visando proporcionar maior segurança para todos, solicita que também em casos de troca de me-dições e medições já existentes os consumidores instalem o mesmo.

“O DPS tem como função proteger a rede elétrica de sobretensões provocadas por inúmeros motivos. Então pedimos que todos verifiquem a rede para prevenir maiores da-nos”, aponta o diretor administrativo, Reginaldo de Jesus. Ainda segundo ele, ao efetuar a colocação de tais dispositivos no padrão de medição existente, a orientação é entrar em contato com a Cooperaliança para que possa fazer a vistoria e reposição de lacres.

O investimento total

do projeto de iluminação e segurança pública é de R$ 42 milhões. No primeiro mo-mento serão R$ 28 milhões, e após 10 anos, 14 milhões. Para viabilizá-lo, o Governo busca uma parceria público-privada.

Caso o projeto seja aprovado

pelos vereadores, será aberto licitação para a empresa escolhida elaborar a atualização do parque de iluminação pública de Içara (SC). Quem adivinhar o no-me da empresa ganha uma assinatura.

Frase

“Sou brasileiro, sempre fui um soldado do Brasil, meus recursos estão aqui, (...) Não é um depoimento livre, é condicionado”. (Empresário Eike Batista, acusado de pagar propinas e cometer crimes financeiros, em depoimento na CPI do BNDES no Senado).


MASO NYETTO
Postado por MASO NYETTO


CDL Içara