• Coluna de Maso Nyetto - 10 de setembro/2019

Coluna de Maso Nyetto - 10 de setembro/2019

10 Set, 2019 09:34:46 - Colunistas

 “Li uma matéria (...) nela o chefe do Executivo alegava que eu estava faltando com a verdade, ou que estava disseminando ‘fake news’. Pois bem, respeito o posicionamento de todos, todavia os dados informados por mim na tribuna da Câmara Municipal de Içara estão descritos no portal do Tesouro Nacional Transparente, por meio da capacidade de pagamento ( CAPAG), que nada mais é do que a análise da capacidade de pagamento apura a situação fiscal dos Entes Subnacionais que querem contrair novos empréstimos com garantia da União.” Vereador Antônio de Mello (MDB) respondendo ao prefeito Murialdo Gastaldon (MDB) o motivo de ter votado contra o projeto que autoriza o empréstimo de R$ 30 milhões ao Governo Municipal.

A rede social perdeu um grande internauta


com a morte do ex-vereador e ex-deputado Walmor Paulo de Luca. Ele teria passado mal durante o café da manhã. De Luca tinha 81 anos, era farmacêutico de formação, mas abraçou a política ainda jovem. Foi eleito vereador de Içara (SC) em 1966, depois deputado Federal, presidente da Telesc, da Casan e Secretário de Saúde.

Walmor concluiu os primeiros estudos e o ensino secundário em Içara (SC), depois transferiu-se para Curitiba/PR, onde se formou em Farmácia e Bioquímica pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), em 1962.

Iniciou a vida política em 1966, eleito vereador em Içar (SC), para o período de 1967 a 1970, pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB), partido do qual foi um dos fundadores no município. Pelo MDB, elegeu-se Deputado Federal por Santa Catarina, com 41.691 votos, para a 45ª Legislatura (1975-1978). Durante o mandato, exerceu a vice-presidência da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre a aquisição de hospitais pelo Instituto Nacional de Previdência Social (INPS), e foi vice-presidente da Comissão Permanente de Mi-nas e Energia, e Suplente da Comissão de Saúde.

Nas eleições de 1978, pelo MDB, renovou mandato na Câmara dos Deputados, eleito com 45.013 votos, compondo a 46ª Legislatura (1979-1982). Exerceu a função de 4º Secretário da Mesa Diretora da Casa, entre 1979 e 1981, e de Vice-Líder da bancada do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB). Em missão parlamentar, visitou o Líbano e a Síria, a convite da Organização para a Libertação da Palestina (OLP), e viajou para Nova Iorque, nos Estados Unidos, onde foi delegado observador na II Conferência da Organização das Nações Unidas (ONU), que abordou o direito do mar. 

Reeleito Deputado Federal no pleito realizado em 1982, pelo PMDB, obteve 72.853 votos, tomou posse à 47ª Legislatura (1983-1986). Integrou a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre o polo petroquímico do Sul (1986) e visitou Angola em missão parlamentar, a convite do Governo do país africano. Manteve-se no posto de vice-líder do partido na Câmara e participou da Comissão Permanente de Finanças.

Em 1986, elegeu-se Deputado Federal, com 41.686 votos, para a composição da 48ª Legislatura (1987-1991). Integrou a Assembleia Constituinte de 1988 (Constituição assinada em 5 de outubro de 1989), a Subcomissão do Sistema Financeiro e a Comissão do Sistema Tributário, Orçamento e Finanças. Licenciou-se do mandato, entre 1989 e 1990, e assumiu a Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina, nomeado pelo Governador Pedro Ivo Campos (PMDB).


Pelo PMDB, candidatou-se pela quinta vez ao cargo de Deputado Federal nas eleições de 1990, com 20.046 votos, conquistou a posição de Suplente, mas não foi convocado pela Câmara. De 1991 a 1992, ocupou o cargo de Assessor Parlamentar do Ministério da Saúde. 

Presidiu as Telecomunicações de Santa Catarina (Telesc), entre 1993 e 1995. 

Foi Presidente da Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan), de 2003 a 2011, nomeado pelo Governador Luiz Henrique da Silveira (PMDB).  Em 2007, assumiu como Diretor Vice-Presidente da Associação das Empresas de Saneamento Básico Estaduais (Aesbe).

Frase   

“Existem 21 associações de municípios distribuídas em todas as regiões do Estado, com o intuito de entender aos interesses comuns dos municípios, bem como associar, integrar e representar os seus membros, buscando proporcionar-lhes valorização e fortalecimento". (Deputado estadual Volnei Weber/MDB/SC/ sobre a concessão de benefícios fiscais de tributos estaduais às empresas que se instalarem nos três cidades com o IDH mais baixos de cada Associação de Municípios do Estado).

Outras Notícias

São Paulo (SP) - Os juízes da força-tarefa da Lava Jato em São Paulo (SC) denunciaram o ex-presidente Lula da Silva (PT/SP)e o irmão, Frei Chico, por corrupção passiva continuada. Os donos da Odebrecht, Emilio e Marcelo Odebrecht, e o ex-diretor da empresa, Alexandrino de Salles Ramos Alencar, foram denunciados por corrupção ativa continuada.

São Paulo (SP) -  Segundo o MPF, 'entre 2003 e 2015, Frei Chico, sindicalista com carreira no setor do petróleo, recebeu a quantia de R$ 1.131.333,12, por meio de pagamento de "mesada" que variou de R$ 3 mil a R$ 5 mil e que era parte de um "pacote" de vantagens indevidas oferecidas a Lula, em troca de benefícios diversos obtidos pela Odebrecht junto ao governo federal'.

Criciúma(SC) - O vereador Moacir Dajori da coligação PSDB/DEM/PV reassumiu a titularidade do mandato na última sexta-feira (6/9). “Estou retornando hoje com muita satisfação e vontade de trabalhar. Às vezes, a verdade demora acontecer, mas ela veio à tona e provou a injustiça que cometeram comigo nesses treze meses”, pontuou.

Pinhalzinho (SC) - O ex-prefeito de Pinhalzinho (SC, Anecleto Galon, o empresário Tarcíso Immig, proprietário da IPX Consultoria Cursos e Concursos, e mais seis pessoas foram condenadas por corrupção na Comarca de Pinhalzinho (SC).  Os réus foram de-nunciados por um esquema que fraudou concurso público e licitação.

Florianópolis (SC) - O Governo de Santa Catarina economizou R$14 milhões em impressões, transporte de documentos e papel. A economia foi gerada desde que toda tramitação de processos passou a ser exclusivamente digital, via Sistema de Gestão de Processos Eletrônicos (SGP-e), em 2 de abril.  E com isso a preservação de 276 àrvores.

MASO NYETTO
Postado por MASO NYETTO


JInews