• Coluna de Maso Nyetto - 10 de novembro/2019

Coluna de Maso Nyetto - 10 de novembro/2019

11 Dez, 2019 08:14:40 - Colunistas

 “O simples fato de trazer consigo material de campanha não se enquadra no tipo penal em questão, já que a prática delituosa exige a efetiva realização da chamada boca de urna ou arregimentação de eleitores, ou então, a distribuição de propaganda eleitoral”.  Juiz Fernando de Medeiros Ritter, sobre o vereador Pedro Mazzuchetti (MDB), detido em 7 de outubro de 2018, sob a suspeita de estar fazendo boca de urna e propaganda de candidato nas proximidades da Escola Antônio Guglielmi Sobrinho, em Vila Nova.

Uma mulher


determinada e apaixonada pela Associação Coral de Içara. Assim era Edith Lodetti.

Fundadora da Associação Coral de Içara, ela teve a história transformada em espetáculo pelos 50 anos, décadas de muita luta, em alguns momentos, quase de encerramento das atividades do grupo. Mas a paixão pela música ecoou mais alto e com a força de integrantes como Edith a canção não parou. Algumas das memórias da veterana soprano estão eternizadas em textos que ela compôs para o livro Vozes que Encantam, lançado em 2009, sobre a associação de coralistas.

Aos 85 anos, o timbre de Dona Edith não faz mais parte do coral de Içara (SC). Mas a voz estará presente pelo conjunto de componentes que se inspiraram nessa guerreira. Devido a um câncer e ao severo tratamento, o falecimento ocorreu no último domingo (8/12). Deixará saudades, mas acima de tudo, um grande legado. As homenagens ocorreram no Cemitério Municipal Bom Pastor, no Bairro Primeiro de Maio, onde o corpo foi sepultado nesta segunda-feira (9/12).

"Sempre cantei e gostei. E acredito que vou continuar por mais tempo”, apontou em sua última entrevista ao Canal Içara, em maio, antes de descobrir o câncer. “Tivemos momentos difíceis, mas sempre permaneci junto. Quando tive oportunidade, fui também presidente por dois mandatos”, relatou. Além do coral, Edith foi voluntária da Rede Feminina de Combate ao Câncer, da Associação Beneficente Bercinho dos Anjos, participou da Academia de Letras e Artes de Içara e da Associação Ítalo-Brasileira de Içara.

Com colaboração de Lucas Lemos, do Canal Içara.

A Câmara Municipal de Içara (SC)


fará audiência pública para análise das propostas sobre o Plano Diretor (PLCPE 4/2019). Uma data já está definida. Será no dia 17 de dezembro, a partir das 19h, na sede legislativa. Mas ainda precisará passar pela confirmação da Comissão Temporária de Acompanhamento, Avaliação e Tramitação. A previsão é que isto ocorra até essa quarta-feira (11), quando será a próxima reunião do grupo de trabalho.

"Estamos trabalhando nas justificativas de cada emenda. Esperamos que dê tempo. Do contrário, ficará para 2020", indica o presidente da Comissão Temporária, vereador Antônio de Mello (MDB). Segundo ele, 10 propostas estão em análise. “Não são muitas emendas, mas elas são complexas e necessitam do envolvimento do corpo técnico”, completa.

Frase

“Não é possível que o Brasil seja o país com o maior rebanho de gado do mundo e o povo pobre não pode comprar carne. No meu tempo de governo o povo tinha orgulho de poder comprar picanha pro churrasco e hoje não consegue comprar meio quilo de carne moída”. (Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT/SP), sobre o preço da carne no país).

Outras Notícias

Criciúma (SC) - O coordenador do controle interno da Afasc, Juarez Medeiros, foi ouvido pelos vereadores que compõem a Comissão de Inquérito que apura a gestão financeira, no período de janeiro de 2013 a dezembro de 2019. A próxima oitiva será em fevereiro de 2020.

São Paulo (SP) - O empreiteiro Marcelo Odebrecht afirmou que a obra de ampliação do Porto de Mariel, em Cuba, financiada pelo governo brasileiro (US$ 682 milhões), foi feita durante governos do PT para atender a um pedido do ex-presidente Lula da Silva que envolveu ‘motivação ideológica”.

Brasília (DF) - O ministro Sergio Moro (Justiça) é o ma-is bem avaliado no primeiro ano de governo  de Jair Bolsonaro, sendo  mais popular que o próprio presidente, segundo a pesquisa Datafolha. Ele é o ministro mais conhecido com 93% de aprovação, enquanto Bolsonaro tem 30 por cento.


MASO NYETTO
Postado por MASO NYETTO


JInews