• Coluna de Maso Nyetto - 10 de agosto/2018

Coluna de Maso Nyetto - 10 de agosto/2018

10 Ago, 2018 08:55:47 - Colunistas

“Estou à disposição do partido”. Vice-prefeito de Içara (SC), empresário Sandro Giassi Serafin (MDB), indicado pelo governador Eduardo Pinho Moreira (MDB), como 2º suplente de Paulo Bauer (PSDB) na disputa para o Senado nas eleições de 2018, e na 1ª suplência ficou o ex-senador Casildo Maldaner (MDB). 

Os progressistas de Içara (SC)

além de ficarem sem candidato ao governo estadual, ainda terão que apoiar a candidatura de uma sigla que está afinada ao MDB a nível municipal

Lideranças do Partido Progressista (PP) içarense decidiram que vão engolir azedo, mas irão abraçar a candidatura de Gelson Merísio (PSD) a governador de Santa Catarina, após a desistência do deputado federal Esperidião Amin (PP) que será candidato ao Senado. No caso de Içara (SC), além de ficarem sem candidato ao governo, os progressistas ainda terão que apoiar a candidatura de uma sigla que está afinada ao MDB, a quem o PP faz oposição e que também tem projeto de majoritária em 2020. Em síntese, caso a chapa vença a eleição estadual, a torcida do PP é para que isso gere uma aproximação entre as siglas, caso contrário poderá ter dado munição ao inimigo.

“Para nós, do PP de Içara, foi muito ruim. Nós ficamos perplexos com essa atitude até porque estávamos certos que o Amin seria o nosso candidato ao governo”, comentou o presidente da sigla, Jairo Bittencourt. “Apesar disso, nos reunimos no sábado e decidimos que vamos trabalhar para o Merísio ao Governo e Amin ao Senado além de nossos deputados”, completou. Bittencourt admitiu que o ideal é que essa coligação proporcione uma aproximação entre os dois partidos no município. “Avaliar isso ainda é muito cedo. O PP tem a candidata a prefeita e até a eleição temos muito o que conversar. Acreditamos e esperamos que o PSD se aproxime do PP em Içara após essa coligação e principalmente com a vitória este ano”, comentou.

Vale lembrar que o PSD está fortemente ligado ao Governo Municipal do MDB, inclusive com membros ocupando espaços com gratificações importantes, além de secretarias como é o caso de Fabiana Amaral, esposa do vereador Márcio Dalmolin (PSD) que comanda a pasta da Assistência Social. Fora isso, é público o alinhamento do presidente da Câmara de Vereadores, Alex Michels (PSD) com o atual prefeito Murialdo Gastaldon (MDB) e com o vice Sandro Serafin (MDB). No primeiro semestre deste ano, Michels chegou a assumir o cargo de prefeito num gesto patrocinado pelos emedebistas. Outro ingrediente é a falta de confiança entre líderes do PP e do PSD como herança da eleição de 2012 em que as relações não terminaram boas, culminando com a posição dos pessedistas de abandonar a oposição para se alinharem ao candidato do Governo em 2016. (Fonte OIçara).

A aproximação dos dois partidos em 2020 somente será possível, caso José Zanolli seja destituído da presidência, caso contrário o relacionamento será bem difícil

Acertei no alvo
sobre a votação das contas do ex-petista e ex-pedetista Murialdo. “Conhecendo a posição de cada vereador a votação vai ser de 11 a favor e 4 contra, caso o presidente Alex Michels (PSD) vote”.

Ex-vereador Joaci Pereira
conhecido por Boca, foi homologado candidato a deputado estadual pelo PRB, sendo a única candidatura do Partido Republicano Brasileiro, na região Sul, coligado com PSB e Solidariedade.

A Comissão Temporária

da Câmara Municipal de Acompanhamento, Avaliação e Tramitação do Plano Diretor, solicitou ao presidente do Legislativo, Alex Michels (MDB), a contratação de empresa especializada, para proporcionar  suporte necessário para a comissão executar os trabalhos baseados em acompanhamentos técnicos. Para o presidente da Comissão Temporária vereador Antônio de Mello (MDB) a previsão dos trabalhos terá duração de quatro meses, após a contratação da empresa solicitada em ofício.

Frase

“Não tem mais espaço para esse tipo de aumento. Tem de fazer economia e restringir o tamanho da máquina pública. O Congresso tem de dar o exemplo. Sou totalmente contra o reajuste neste momento de crise econômic”. (Deputado federal Jorginho Mello (PR/SC) que é contrário à proposta do aumento de salários para deputados e senadores, após o Supremo Tribunal Federal conceder um aumento de 16,38% no teto constitucional ).

Outras NOTÍCIAS

Urussanga (SC) - Os prefeitos da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec)  reuniram-se em assembleia geral no Restaurante San Genaro, dentro do Parque Municipal Ado Cassetari Vieira, na cidade de Urussanga (SC) numa forma de prestigiar a abertura da 18a Festa do Vinho.

Curitiba (PR) - O presidente nacional da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas, repassou o comentário do ex-presidente Lula da Silva (PT/SP) aos setores petistas que  o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, escolhido para ser o vice na chapa do petista, “é sua voz e pernas fora da cadeia”.

Brasília (DF) - Por 7 votos a 4, a maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal  decidiu enviar ao Congresso Nacional proposta de aumento dos salários dos ministros da Corte  para 2019. O salário atual é de R$ 33,7 mil e com o percentual de reajuste, de 16%,   poderá chegar a R$ 39 mil, o que é uma afronta.

MASO NYETTO
Postado por MASO NYETTO


CDL Içara