• Coluna de Maso Nyetto - 06 de outubro/2018

Coluna de Maso Nyetto - 06 de outubro/2018

06 Nov, 2018 08:51:49 - Colunistas

 “Vamos continuar trabalhando duramente e insistentemente contra a corrupção e contra as improbidades administrativas tanto nos âmbitos federais e estaduais como no âmbito municipal. Temos o dever de cobrar e fiscalizar não só os demais partidos, mas também os nossos representantes! A eleição foi recente, o partido é novo e por isso ainda vamos estudar e planejar junto a Executiva os próximos passos dentro do município”. Marcos Viscardi, presidente do PSL de Içara (SC), ao Canal Içara, após as eleições do segundo turno em 28 de outubro de 2018.

A definição da empresa que administrará

a Parceria Público-Privada para a iluminação pública em Içara (SC) levará um tempo a mais. A reunião de abertura seria nesta segunda-feira (5/11), mas uma nova data deve ser definida em consequência das impugnações apresentadas ao edital lançado pelo Governo Municipal. Ao todo, o investimento previsto é de R$ 15,2 milhões ao longo dos primeiros 12 meses e pelo menos R$ 12,3 milhões entre o 14º e 15º ano do contrato.

A concessão por 25 anos está prevista com a implantação de LED ( Light Emitting Diode, que significa diodo emissor de luz” e o monitoramento remoto do sistema.

Para isso, a Contribuição para Custeio da Iluminação Pública de Içara (SC) sofrerá reajuste gradativo definido por lei - entre 15,94% a 491,14% - conforme o consumo de energia elétrica a partir já de janeiro de 2019. A redação aprovada pela Câmara Municipal, contudo, não condiciona a elevação da Cosip à implantação da atualização tecnológica. Por isso, caso a concorrência não seja definida até lá, por ora o aumento da cobrança estaria mantido.

A população deve ficar de olho vivo em essa “parceria público-privada”.

A Fundação Municipal do Meio Ambiente de Içara (Fundai)

passa a contar com os trabalhos da engenheira ambiental Juliana Thaissa Freese. Ela foi aprovada no edital do concurso público de 2014 para cargo de engenharia ambiental . 

De acordo com o presidente da Fundai, Ivan Réus Viana, o trabalho da profissional vai garantir ainda mais estabilidade na fundação. “Ficamos felizes com esse reforço e vamos continuar prosseguindo com as nossas ações e planejamentos”, contou. Juliana tem 30 anos e é formada há cinco anos. Natural de Santa Cruz do Sul, ela afirmou estar animada com a nova etapa. “Estou entusiasmada. Já vamos começar o trabalho e pensando no melhor pra fundação”, comentou.
Os interessados nos serviços da Fundai podem procurar o órgão na Avenida Dílcio Esmael da Silva, 148, ou pelo telefone (48) 3431-3578.

Parabéns ao jovem Ivan Viana, que vem realizando um ótimo trabalho na Fundai, pois além de ser biólogo também é esforçado e dedicado.

Os empreendedores (1)
vinculados a Associação Empresarial de Içara terão condições diferenciadas para a formação e capacitação profissional de colaboradores, cônjuges e filhos a partir de 2019.

O convênio (2)
com a Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc), assinado nesta segunda-feira (5/11), na sede da entidade içarense, prevê descontos para novos acadêmicos. 

Frase
“Ninguém quer acabar com o Enem, mas tem que cobrar ali o que realmente tem a ver com a história e cultura do Brasil, não com uma questão específica LGBT. Parece que há uma supervalorização de quem nasceu assim”. (Presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL, ao questionar a questão 37 do caderno de Linguagens do Enem, que tratava sobre o texto ‘pajubá, o dialeto secreto dos gays e travestis’ ). 

Outras NOTÍCIAS

Florianópolis (SC) -Termina nesta terça-feira (6/11) o prazo para os candidatos e partidos políticos entregarem as prestações de contas finais à Justiça Eleitoral referentes ao primeiro turno das Eleições 2018. Na prestação de contas  deve ser informada toda a movimentação financeira.

Curitiba (PR) - A defesa do ex-presidente Lula pediu liberdade ao Supremo Tribunal Federal. No documento, o petista acusa o juiz federal Sérgio Moro, futuro ministro da Justiça do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), de perda de imparcialidade para processá-lo. Ele foi condenado a 12 anos de prisão.

Florianópolis (SC) -  Giuliano Ziembowicz, juiz de direito da Vara da Infância e da Juventude de Florianópolis (SC), determinou a retirada das redes sociais de manifestações da deputada eleita Ana Caroline Campagnolo (PSL) sobre o comportamento de professores em sala de aula. 

MASO NYETTO
Postado por MASO NYETTO


Cooperaliança