• Coluna de Maso Nyetto - 05 de dezembro/2017

Coluna de Maso Nyetto - 05 de dezembro/2017

05 Dez, 2017 09:50:27 - Colunistas

 “Agradeço ao prefeito pela oportunidade, aos vereadores da base e espero que o próximo líder exerça a função de forma ainda mais eficaz”.  Vereador Israel Rabelo (PMDB), que deixou  a função de líder do Governo de Murialdo Canto Gastaldon e Sandro Giassi Serafin,  na última semana. 

Os imóveis que restaram da caixa de carvão,

no Centro de Içara (SC), serão repassados ao IçaraPrev. Os terrenos chegaram a ser colocados em leilão e houve também um edital de concorrência pública. Mas nos dois casos não ocorreram ofertas. A insegurança jurídica foi provocada pelo decreto para a instalação de uma praça no local.

Caso a ação não encontre empecilhos jurídicos, o instituto poderá fazer a venda para aplicação do recurso ou então a construção, por exemplo, de uma sede. A nova destinação foi aprovada, por unanimidade, em última votação na Câmara Municipal nesta segunda-feira (4/12). 

Os imóveis avaliados em R$ 5,8 milhões serão utilizados para reduzir o déficit atuarial, segundo o último estudo, de R$ 202,7 milhões. "Ou seja, faltam mais de R$ 200 milhões para que se garanta a aposentadoria se todos os servidores", indica o presidente do IçaraPrev, Marcos Rossi. "O município já repassa anualmente amortizar este déficit cerca de R$ 5 milhões, referente a 17,96% da folha dos servidores. Ano que vem a alíquota deve subir pra 23,95%", completa. 

Se o Governo Ficha Limpa não conseguiu vender os terrenos, o mesmo deve ocorrer com o Içaraprev, que recebe um elefante branco. 

O ministério Público deveria convocar os últimos prefeitos Arthur Zanolli, Heitor Valvassori, Júlio Cechinel, Gentil da Luz, e o atual, Murialdo Gastaldon, para saber de que forma a dívida com o Içaraprev está em mais de R$ 200 milhões. É muito dinheiro, o caso precisa ser averiguado mais de perto. 

Pesquisa do Datafolha (1)
mostra Lula da Silva (PT) líder e consolida Jair Bolsonaro (PSC) em 2º lugar. Marina Silva (Rede) anunciou que voltará a disputar a Presidência da República, em 2018. Apesar da movimentação da acreana, Lula e Bolsonaro seguem disparados na nova pesquisa de intenção de votos divulgada no fim de semana. O levantamento ouviu 2.765 pessoas nos dias 29 e 30 de novembro, em 192 cidades do país e tem margem de erro de dois pontos para cima ou para baixo.

Em cenário (2)
com Michel Temer (PMDB), Joaquim Barbosa (sem partido), Ciro Gomes (PDT) e Henrique Meirelles (PSD), ministro da Fazenda,m que já declarou querer ser presidente, Lula, o líder, teria 34% dos votos, segundo a pesquisa. Bolsonaro aparece com metade disso, 17%, o que representa oito pontos percentuais a mais do que Marina, que por sua vez está três pontos à frente de Geraldo Alckmin (PSDB). O governador de São Paulo (SP), provável nome do PSDB, surge empatado com Gomes.

Os outros citados estão mais abaixo na pesquisa (3)
por exemplo o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa (sem partido) tem 5% das intenções de voto, Alvaro Dias (Podemos) vem mais abaixo com 3%, Manuela D’Ávila (PCdoB), recebeu 1% dos votos, Temer (PMDB),  Meirelles (PSD) e Paulo Rabello de Castro (PSC) figuram com apenas 1% e 2% não sabem e 12% votariam em branco, nulo ou em nenhum dos candidatos.

Em um cenário sem Marina, Temer ou Meirelles, mas com Joaquim Barbosa e Guilherme Boulos (sem partido), líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), o ex-presidente Lula dispara e chega a 37%. Bolsonaro sobe um ponto, assim como Ciro Gomes, que chega a 7%. Alckmin ganha dois pontos e vai a 8%. O ex-ministro do STF fica com 6%, Alvaro Dias (Podemos), com 4%, Manuela D’Ávila (PCdoB) mantem o 1%, Boulos (Sem Partido) surge com 1%, Paulo Rabello de Castro (PSC), também com 1%, 3% não sabem em que votar e 14% declaram voto em branco, nulo ou em nenhum dos candidatos. 

Caso Lula não seja preso em 2018, será eleito presidente do Brasil. Aí será um Deus nos acuda, pois corrupção será sinônimo de honestidade.

Frase
“É uma deslealdade dele com o PSDB. Em vez de verificar quantos votos o partido dele (PSD) têm na base, Meirelles fica atacando o PSDB. Isso de defender o legado do Temer é besteira. Vamos mostrar à sociedade que vamos continuar com as reformas, estabilizar o país e fazer voltar a crescer”.  (Ricardo Tripolli, líder do PSDB na Câmara, criticando Fernando Meirelles).

Outras NOTÍCIAS

Içara (SC) - O Hospital São Donato recebe, a partir desta semana, um mutirão de cirurgias de catarata. Serão 400 procedimentos, neste mês de dezembro. O HSD receberá mais de R$ 400 mil pelos procedimentos. A informação  foi do gerente Regional de Saúde, Fernando de Faveri.

Criciúma (SC) - O Hospital Materno Infantil Santa Catarina, de Criciúma (SC), recebeu um aporte na última quinta-feira (30/11), no valor de R$ 1 milhão. O recurso é proveniente do Ministério da Saúde e será utilizado no custeio na manutenção de média e alta complexidade da instituição hospitalar.

Brasília (SC) - Segundo levantamento do movimento Vem pra Rua, o deputado federal Jorginho Mello (PR) é o único parlamentar de Santa Catarina que já comunicou que irá votar pelo fim do foro privilegiado para a grande maioria dos atuais beneficiados no Congresso. 

MASO NYETTO
Postado por MASO NYETTO


JInews