Coluna de Maso Nyetto - 01 de dezembro de 2016

01 Dez, 2016 15:05:34 - Colunistas

“É um vereador novo. Entendo que poderia ser interessante para o Michels ficar um período de dois anos no cargo antes de assumir a presidência. Como o nome dele está cotado para a disputa majoritária em 2020, teria também mais exposição”. Vereador Antônio de Mello (PSDB), se referindo ao edil Alex Michels (PSD), sobre a eleição para a Mesa Diretora da Câmara Legislativa de Içara (SC), em janeiro de 2017 

O procurador público Marcus Vinícius de Farias Ribeiro

emitiu opinião sobre o texto das “10 Medidas de Combate à Corrupção”.

“Pessoalmente vejo com muita preocu-pação e decepção a forma sorrateira com que a maioria dos congressistas aprova-ram na Câmara dos Deputados o projeto de lei chamado “10 Medidas de Combate à Corrupção”. As “10 medidas” foram enviadas com um texto que teve apoio popular, mas os Deputados Federais desfiguraram o pacote anticorrupção proposto pelo MP (Ministério Público) e, legislando em causa própria, colocaram o Brasil em marcha a ré no combate à corrupção. Além de retirar a possibilidade de aprimorar o combate à corrupção, criaram crimes direcionados especificamente contra Promotores e Juízes, colocando em risco o funcionamento do Ministério Público e do Poder Judiciário.

O texto aprovado objetiva intimidar e enfraquecer Ministério Público e Judiciário. Foi uma clara retaliação, uma vingança dos parlamentares, contra as instituições que buscam diuturnamente o combate à corrupção. É um contra-ataque aos bons trabalhos que vêm sendo desenvolvidos em todo o país pelo MP e Judiciário.

Coroando a desfaçatez, a manobra foi realizada pelos Deputados na madrugada em que o país estava de luto pela tragédia da morte dos jornalistas, jogadores e comissão técnica da Chapecoense-SC, momento em que todos voltavam a atenção para esse evento doloroso. Aproveitando-se dessa situação dolorosa, em conduta lamentável, a maioria dos deputados aprovou a PEC de limitação de investimentos nos serviços públicos e aprovou texto distorcido das “10 Medidas de Combate à Corrupção” para intimidar Promotores e Juízes.

O Ministério Público continuará na luta árdua de combate à corrupção, mesmo com tentativas de intimidação. E tenho fé que a população, ao lado do Ministério Público, pressionará os membros do Senado para que não aprovem as distorções realizadas pelos Deputados nas “10 Medidas de Combate à Corrupção”.

Concordo com o promotor, esses políticos, de forma maquiavélica, estão legislando em causa própria, e não têm outro adjetivo, se não chamá-los de pilantras e mal inten-cionados. Enquanto os brasileiros choram as mortes de 72 pessoas, entre jogadores, diri-gentes e jornalistas, os deputados votaram na surdina. Panelaço neles, todos nas ruas para protestar, de forma pacífica, não basta ficar reclamando nas redes sociais.

A sindicância instaurada 
pelo Poder Executivo deverá apurar calúnias da servidora Pedra Silvano (ex-secretária de Administração na Gestão de Gentil Dory da Luz) contra o prefeito Murialdo Canto Gastaldon (PMDB). 

A difamação apontada é referente a a-cusação de que o chefe do Poder Executi-vo será preso a qualquer momento deve ser pelo Gaeco) contudo, sem especificar as razões, além de favorecimento sexual para obtenção de cargo na Prefeitura Municipal e fraude na folha de pagamento.

O texto foi publicado no Informativo Municipal desta quarta-feira (16/11).

A portaria 1.456/16 delimita o prazo inicial de 30 dias para apuração da autoria dos comentários no ambiente de trabalho com a possibilidade de prorrogação pelo mesmo período. Todavia, não estabelece a necessidade de verificação da veracidade das acusações. Conforme as considerações apontadas na instalação da sindicância, as acusações deveriam ter sido forma-lizadas para que pudesse ser permitira a chance de defesa.

O prazo delimitado pela portaria en-cerra em 16 de dezembro e até o mo-mento o assunto não foi mais comen-tado por parte do Paço Municipal. Deve render algumas linhas, em breve.

Continua rendendo
comentários positivos a participação da ex-BBB Natália Casassola, natural de Passo Fundo (RS), no 18° Destaque Iça-rense e 4° Destaque Rinconense, ocorrido em 26 de novembro, no Clube Ipiranga.

Outras NOTÍCIAS

Criciúma (SC) - O prefei-to eleito de Criciúma (SC), Clésio Salvaro (PDSB), de-finiu os últimos dois nomes para compor o governo em 2017. Na Secretaria de Infra Estrutura e Mobilidade Ur-bana, a titular será a enge-nheira Kátia Smielevski Gomes, e a nova secretária de Saúde será a enfermei-ra, Francielle Lazzarin de Freitas Gava.

Criciúma (SC) - O presi-dente da Câmara de Verea-dores de Criciúma (SC), Da-niel Freitas (PP), após reu-nião com os parlamentares desta e também da próxima legislatura, ressaltou que a Câmara não é parte no pro-cesso judicial que discute a aplicação do teto aos ser-vidores do Legislativo, mas que cumprirá a determina-ção judicial. 

Brasília (DF) - Com 44 votos, o Senado rejeitou nesta quarta-feira (30/11) manobra regimental para votar o texto que desfigurou o pacote anticorrupção em regime de urgência. O do-cumento foi assinado por líderes do PMDB, PTC e PSD da Casa com a benção do presidente do Senado, Renan Calheiros, sem análise das comissões 


TEXTO: MASO

MASO NYETTO
Postado por MASO NYETTO


Cooperaliança