• Câmara lamenta falecimento de "Olguinha Pacheco"

Câmara lamenta falecimento de "Olguinha Pacheco"

19 Dez, 2016 17:20:11 - Obituário

Araranguá (SC)

A Câmara de Vereadores de Araranguá, por meio do presidente da Casa, Rony da Silva, da Mesa Diretora, demais legisladores e colaboradores está enlutada com a morte de Olga Maria Pacheco, "Dona Olguinha".

Ela faleceu nesse sábado, dia 17, no Hospital da Unimed, em Criciúma. O velório ocorreu no Crematório Millenium, localizado às margens da SC-445 (Rodovia Paulino Búrigo), em Içara. No mesmo local foi realizada a cerimônia de adeus.

Cidadã Honorária

Olguinha era Cidadã Honorária de Araranguá, recebendo o título por meio proposta sugerida pelo vereador Jacinto Dassoler (foto) e aprovada por unanimidade em dezembro de 2014.

Do Legislativo Municipal também já havia recebido condecoração alusiva ao "Dia da Mulher". Destacou-se em vários setores, multiplicando amizades, deixando como legado sua alegria, senso humanitário, bondade e talento.

Histórico:

Olga Maria Hübbe Pacheco nasceu em Urussangua, no dia 7 de Novembro de 1930. É Filha de Andréas Oscar Hübbe e Isabel Flores Hübbe. Olga chegou em Araranguá em meados de 1934. A mãe de família cursou no Grupo Escolar Professor David do Amaral, único estabelecimento de Ensino do município, até a 4º série. Fez no Internato do Colégio Coração de Jesus em Florianópolis o Curso de Admissão, Curso Ginasial e Curso Normal, formando-se como Professora Normalista, no dia 3 de Dezembro de 1948.

Outros cursos que fez: Curso de Espanhol, Curso de Capacitação para Professores do Ensino Médio (CAPEM) em língua portuguesa para ensino de 5ª a 8ª série. Curso de Capacitação para Ensino Superior em matemática (CADES), também em Florianópolis, ensino de 1º e 2º grau.

Nomeada professora normalista para exercer o cargo no grupo escolar Castro Alves de Araranguá, assumindo no dia 16 de Fevereiro de 1949, completando 30 anos de atividades docentes em 1979, quando se aposentou.

Naquele educandário, uma das escolas de referência no município, lecionou o Curso de Admissão, Matemática no Curso Normal Regional Professora Virgínia Borges Coral, que capacitava Professores para lecionarem de 1ª a 4ª série. Exerceu ainda neste mesmo estabelecimento a Carga de Orientadora de Atividades Complementares, tendo como atividades tudo o que se referia ao planejamento extracurricular, festas, atendimento de alunos e seus pais e merenda escolar.

Lecionou Português e Matemática de 5ª a 8ª série no Castro Alves e Colégio estadual de Araranguá, onde também exerceu o cargo de Secretária Geral de 1980 a 1986. Lecionou Português no Curso de Contabilidade do Colégio Nossa Senhora Mãe dos Homens. Lecionou Português e Matemática de 5ª a 8ª série no Colégio Murialdo. Lecionou Português na OESC – Curso Correspondente ao CEJA, no Castro Alves, depois mudando-se para o Colégio.

Foi paraninfa do Curso Ginasial Noturno do Colégio Normal de Araranguá, em 1976, onde lecionou também Português. Foi paraninfa do Curso de Letras da Unopar. Foi membro da Casa da Amizade do Rotary Clube de Araranguá, onde também exerceu as atividades de Presidente por um ano. Foi homenageada pelo Clube dos Jeepeiros, em solenidades de Sete de Setembro, desfilando em carro aberto nas comemorações do Dia da Pátria, em 2003.

Foi homenageada pela Câmara Municipal, pelo vereador José Hilson Sasso, recebendo o troféu Alzira Rabello Elias (Dia da Mulher) em 9 de Maio de 2004. Foi homenageada pelo Lions Clube Águas Verdes, como a Mulher do Ano, recebendo do Clube, uma placa comemorativa do então prefeito Mariano Mazzuco Neto em nome da municipalidade. Foi homenageada por seu ex-aluno Engenheiro Giovani Elias com o nome de um prédio residencial Dona Olguinha localizado no bairro Mato Alto. Foi madrinha do grupo Tocando em Frente, portadores do Mal de Parkinson.

Artista Plástica autodidata, Olga participou também de alguns eventos artísticos da cidade. Era casada com Waldemar Pacheco, desde 7 de Janeiro de 1950, completando 65 anos de casados, no ano de 2015, comemorando Bodas de Diamantes. Juntos tiveram 10 filhos: Cláudio José (in memorian), Carlos Alberto, Claudete Maria, Alceu André, Míriam Beatriz, Waldemar Pacheco Júnior, Regina Maria, José Carlos (Quito), Paulo César e Alexandre Augusto. Dona Olga deixa, ainda, netos e bisnetos.


TEXTO: ASSESSORIA DE IMPRENSAFOTO: DIVULGAÇÃO

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

Cooperaliança