• Avança o projeto pedagógico não presencial da Rede de Ensino de Maracajá

Avança o projeto pedagógico não presencial da Rede de Ensino de Maracajá

07 Mai, 2020 17:57:18 - Educação

 Maracajá (SC)

Os quase mil alunos de pré-escolar ao 9º ano das três escolas da rede municipal de ensino de Maracajá, que há três semanas estão envolvidos em um projeto de atividades pedagógicas não presenciais,  a partir da próxima semana terão inovações. O encaminhamento foi feito na manhã desta quinta-feira (7), em encontro do prefeito Arlindo Rocha, com a diretora municipal de Educação, Aline Rosso e a chefe da Divisão de Ensino, Odécia de Souza.

"Temos plena confiança na equipe de professores e técnicos da educação, no suporte que o Departamento de Educação pode proporcionar, no apoio que os pais darão aos seus filhos, nossos alunos e, sobretudo, todos temos o objetivo de não perdermos o ano letivo, em virtude do necessário afastamento social exigido como combate à pandemia provocada pelo coronavírus", disse Arlindo Rocha.

Com base em orientações do Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina (TCESC), da Federação das Associações de Municípios (Fecam), do Ministério Público de Contas (MPC), dos Conselhos Nacional e Municipal de Educação, a equipe do Departamento de Educação desenvolveu o projeto, que atenderá o requisito de acessibilidade de todos os alunos às atividades pedagógicas não presenciais disponibilizadas.

Atualmente, segundo a diretora de Educação, os estudantes que não têm acesso a internet recebem as atividades pedagógicas de forma imprensa. Com o avanço do projeto, já a partir da próxima semana, superadas questões jurídicas em análise, cada um deles terá à sua disposição até dois tablets, disponibilizados pela administração municipal. Receberá o segundo, semanalmente, devolvendo o primeiro, no qual realizou as atividades.

Pesquisa do Departamento de Educação, desenvolvida por professores em cada turma das três escolas mostrou que o índice de acesso à internet  vai de 79% em uma escola, 89% em outra e 92% na terceira. Como a administração adquiriu em 2018 mais de 1 mil tablets, um para cada aluno, há disponibilidade de equipamentos para todos os estudantes que não têm acesso a internet em suas residências.

Os professores da rede municipal de ensino, que nesta semana passaram a cumprir jornada de trabalho nas escolas em que atuam, a partir da próxima semana poderão ter jornadas flexibilizadas, atendendo necessidades das atividades pedagógicas não presenciais e de relacionamento com as famílias. "Em alguns casos, não é apenas o aluno que precisa da ajuda do professor, mas os pais têm dificuldades para dar o necessário apoio aos filhos", relata Aline Rosso.

Os professores, além da estrutura de suporte do Departamento Municipal de Educação e das próprias escolas contam com parceria com o Laboratório de Experimentação Remota (RexLab), do curso de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) do campus de Araranguá da Universidade Federal da Santa Catarina (UFSC) e da plataforma e canais na internet do Sistema Aprende Brasil, da Editora Positivo.

As famílias das mais de 200 crianças com idades até três anos, atendidas pelo Centro de Educação Infantil Margareth Rocha, continuam recebendo sugestões de atividades pedagógicas para cada dia da semana, pela internet ou impressas. O objetivo é que as crianças não percam seus vínculos com as atividades do CEI e não tenham atraso no desenvolvimento, praticando atividades lúdicas orientadas pelos professores. "Temos consciência e compromisso de fazer mais e melhor, sempre", finaliza o prefeito Arlindo Rocha.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

GIASSI