• Através do Iparque, Unesc firma parceria com Prefeitura de Lages

Através do Iparque, Unesc firma parceria com Prefeitura de Lages

30 Abr, 2019 14:22:10 - Educação

Lages (SC)

Mais uma parceria de sucesso entre a Unesc, através do Parque Científico e Tecnológico (Iparque), e prefeituras catarinenses. Desta vez, o prefeito de Lages, Antônio Ceron, assinou, na última sexta-feira (26) o convênio que autoriza o início dos estudos de revisão do Plano Municipal de Saneamento Básico Integrado. O artigo 19 da Lei Federal Nº 11.445, de 2007, aponta que as revisões do Plano devem ser realizadas em um espaço de tempo de até quatro anos.

Com a assinatura, o Iparque, através do Instituto de Pesquisas Ambientais Tecnológicas (Ipat), executará a revisão. O tempo previsto para a conclusão é de 12 meses. “A Unesc está muito feliz em auxiliar na revisão, tão importante para o avanço do município e bem-estar dos lageanos”, colocou o diretor do Iparque, Fernando Bertan, que também ressaltou a capacidade técnica do Iparque, que vai fornecer todo o corpo técnico para o procedimento, realizado de forma integrada e englobando as áreas de águas, saneamento, resíduos sólidos e drenagem urbana. Entre outros diversos serviços, a revisão do Plano de Saneamento Básico é uma das possibilidades de parceria entre o Iparque e instituições públicas e privadas. 

“Temos pessoal extremamente capacitado e experiente para que o necessário seja realizado da melhor maneira possível”, completou. A equipe do Ipat irá iniciar os trabalhos ainda neste mês. No dia 6 de maio, em Lages, serão formados dois conselhos: um Consultivo e um Executivo. Deste último, farão parte os técnicos do Instituto e representantes técnicos da Prefeitura de Lages.

Necessário para direcionar ações

De acordo com o responsável pelo setor de captação de projetos do Iparque, Tales Garcia Antunes, a revisão é um marco para o município. “O Plano Municipal de Saneamento dá uma direção para os gestores, e a revisão a cada quatro anos proporciona uma nova visão no que tange às áreas de águas, saneamento, resíduos sólidos e drenagem urbana. Irá definir quais a metas que já foram atingidas pela municipalidade e quais são as novas metas, assim como a questão da captação de recursos para execução de projetos”, ressaltou.

O prefeito de Lages agradeceu a parceria, ressaltando a necessidade da revisão. "Para Lages, o estudo de revisão do Plano Municipal de Saneamento Básico Integrado é de fundamental importância, dando suporte às ações, obras e projetos para os próximos 20 anos”, garantiu Ceron, que também apresentou números relacionados ao saneamento básico. “Lages investiu aproximadamente R$ 85 milhões nesta área, nos últimos 8 anos. Com isso, além do Plano de Saneamento, 70% da área urbana terá, em breve, sistema de coleta e tratamento de esgoto sanitário", garantiu o gestor.

O Plano Municipal de Saneamento Básico foi implantado em Lages em 2013. A revisão também terá apoio do Consórcio Intermunicipal de Saneamento Básico, Meio Ambiente, Atenção à Sanidade dos Produtos de Origem Agropecuária e Segurança Alimentar (Cisama). A execução das definições do Plano ficarão à cargo das secretarias municipais de Águas e Saneamento (Semasa), Serviços Públicos e Meio Ambiente, assim como a Secretaria de Planejamento e Obras de Lages.

TEXTO E FOTO/ ASSESSORIA DE IMPRENSA

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

Cooperaliança