• Atendimento 24h a paradas cardiorrespiratórias no HSJosé

Atendimento 24h a paradas cardiorrespiratórias no HSJosé

19 Mai, 2017 13:45:52 - Geral

Criciúma (SC)

Geralmente uma parada cardiorrespiratória, não é possível prever. Para este tipo de problema, o socorro precisa ser imediato e os profissionais devem estar atentos e a postos para prestarem atendimento ágil, de qualidade e eficaz ao paciente. Por este motivo e para ajudar a solucionar problemas desta natureza, quando acontecem nos setores de internação; o HSJosé preparou e selecionou alguns enfermeiros, técnicos de enfermagem e médicos residentes para atuarem neste processo. A equipe já existe há algum tempo na Instituição, mas agora, todos estão devidamente identificados com braçadeiras coloridas, e quando um problema acontece, são eles os profissionais acionados imediatamente.

De acordo com a gerente de enfermagem do hospital Thamillis Scunderlick, a necessidade de uma equipe ágil em um procedimento de parada cardiorrespiratória é fator primordial em um hospital. “O socorro precisa ser rápido quase que imediato, para garantir a sobrevivência do paciente. Não podemos ter um grupo apenas, atuando em todo hospital, temos a necessidade de ter vários profissionais treinados especificamente para este tipo de situação e identificá-los. Quando uma parada acontece, somente estes profissionais atuam, e temos um grupo especializado em cada andar do HSJosé”, ressalta Thamillis.

Ainda segundo a gerente de enfermagem, antes perdia-se muito tempo delegando as tarefas para cada profissional; agora com o atendimento especificado e padronizado a sobrevida é maior.

Em cada andar da Instituição (05), os enfermeiros e técnicos identificados já tem suas tarefas designadas.

Participam do grupo, médicos do corpo clínico, todos os médicos residentes, 30 enfermeiros e 100 técnicos de enfermagem. Nos andares do hospital, cinco pessoas ficam à disposição sempre que necessário todos os dias, 24h. O enfermeiro que irá coordenar o procedimento é identificado com uma braçadeira de cor verde e tem a responsabilidade de administrar a medicação, com braçadeiras vermelhas dois técnicos se revezam para realizar a massagem cardíaca e de braçadeira azul um técnico de enfermagem tem a responsabilidade de cuidar da ventilação mecânica (ambu) via aérea, além do médico que auxilia o processo.

Todo procedimento segue um protocolo estabelecido pelo órgão American Heart Association, organização responsável pela publicação científica de diretrizes para Ressuscitação Cardiopulmonar (RCP) e Atendimento Cardiovascular de Emergência (ACE), protocolo este estabelecido por profissionais de saúde e hospitais de todo mundo.

TEXTO/ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO
FOTO/DIVULGAÇÃO

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

Cooperaliança