Teste da biometria em São Bento do Sul reafirma segurança do processo eletrônico de votação

24 Set, 2018 17:28:50 - Geral

Joinville (SC) 

O processo eletrônico de votação superou com êxito mais um desafio na sua trajetória que completa 22 anos nas próximas eleições. Na sexta-feira (21), dados biométricos migrados do Instituto Geral de Perícias (IGP) para o cadastro da Justiça Eleitoral foram validados em teste de campo realizado no município de São Bento do Sul.

Além dos 27.275 (44,66%) são-bentenses que fizeram a sua coleta da biometria no Cartório Eleitoral, mais 11.885 (19,46%) eleitores da cidade tiveram seus dados importados das carteiras de identidade pelo TRE-SC para habilitação às urnas através da digital no dia do pleito. Com isso, dos 61.078 eleitores da cidade, 39.160 (64,11%) terão acesso ao voto pela identificação biométrica. No estado de Santa Catarina, a parceria entre a Justiça Eleitoral e o Governo do Estado permitirá que 501.837 cidadãos se juntem aos já 3.216.364 eleitores cadastrados biometricamente, perfazendo um total de 73,33% do eleitorado que votará com a biometria.

No teste ocorrido no Campus São Bento do Sul, da Univille (Universidade da Região de Joinville), nove urnas receberam mais de 300 eleitores, que responderam ao questionamento “você costuma fiscalizar seus candidatos?”.  

Segundo o presidente do TRE catarinense, desembargador Ricardo Roesler, o evento “não só averiguou o percentual de reconhecimento das biometrias, para que sinalizemos ao TSE eventuais problemas, mas coletou informações importantes a serem repassadas aos mesários, a fim de que procedam a correta identificação dos eleitores no dia da eleição”.

O secretário de tecnologia da informação do Tribunal Superior Eleitoral, Giuseppe Janino, acompanhou o teste ao longo do dia e afirmou tratar-se de mais um reforço à segurança do processo eletrônico de votação. Para Janino, a biometria, iniciada em 2007 em todo o Brasil, “tem dois grandes benefícios: o registro evita que uma pessoa se passe por outra na hora da votação e garante a unicidade do cidadão no banco de dados da Justiça Eleitoral. Como não existem duas digitais iguais no mundo, é possível que sejam verificadas as minúcias das 87 milhões de digitais cadastradas no nosso país”.

Encerrando o evento, foi realizado um painel temático dirigido aos estudantes da Univille, buscando incentivar a participação dos jovens nas Eleições 2018. A campanha institucional desenvolvida pelo TRE-SC, “O Voto é Meu – Meu Futuro, Minha Escolha”, foi apresentada a cerca de 300 estudantes que lotaram o auditório da universidade.

Além de Santa Catarina, apenas Rio Grande do Sul, Paraná e Rio de Janeiro tiveram dados biométricos externos à Justiça Eleitoral importados para as próximas eleições.

TEXTO/ASSESSORIA DE IMPRENSA 

REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

CDL Içara